Ford cria pista de testes com piores buracos do mundo

Por iG São Paulo (Fotos: Divulgação) |

compartilhe

Tamanho do texto

Campo de provas na Bélgica tem dois quilômetros de lombadas e desníveis e é dedicado ao desenvolvimento de novas suspensões

Campo de Testes de Lommel - Ford
Divulgação
Campo de Testes de Lommel - Ford

Imagine uma pequena rua com todo tipo de obstáculo que a suspensão de um carro pode enfrentar. A Ford foi atrás de cada irregularidade que existe nas pistas ao redor do mundo para criar uma réplica no Campo de Provas de Lommel (Bélgica). A tortura é utilizada pelos engenheiros para encontrar soluções de chassi e suspensão.

“Esta estrada é uma galeria das superfícies mais irregulares que os motoristas podem encontrar no mundo, seja um cruzamento esburacado na China, uma rua lateral na Alemanha, um calçamento de pedra em Paris ou lombadas de velocidade no Brasil. Com elas, desenvolvemos os futuros veículos para lidar melhor com os desafios do mundo real", diz Eric-Jan Scharlee, especialista técnico de durabilidade do Campo de Provas de Lommel. A equipe de Eric viajou para 25 países diferentes na Ásia, América do Norte, América do Sul e Europa, durante três anos.

Com a pista pronta, as mulas de teste recebem o mesmo equipamento que os sismólogos utilizam para estudar terremotos. Toda tensão e carga sobre a suspensão e componentes é registrada pelos sensores. Os testes são realizados até 74 km/h.

Com os resultados, os engenheiros da Ford foram capazes de desenvolver a nova suspensão do Fusion V6 Sport, capaz de detectar qualquer deformidade na via e ajustar os amortecedores para evitar solavancos. Por enquanto, a tecnologia não tem previsão para chegar ao Brasil.

Leia tudo sobre: FordCampo de Testesburacolombada

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas