Protesto verde rouba a cena na apresentação da Volkswagen



Parece que todo Salão do Automóvel que se preze, precisa criar algum fato hilário, algo inesperado. Não basta “apenas” mostrar supercarros e lançamentos inéditos, tem que ter uma baixaria apimentada.

Nesse quesito o Salão de Genebra , que abre ao público no dia 3 de março, a Volkswagen  marcou um gol de placa! Quando Juergen Stackmann , membro do board mundial da marca alemã e responsável por vendas e marketing, estava apresentando o novo Up! para a imprensa mundial, um comediante vestido como mecânico da VW  pulou no estande e disse (em voz bem alta): “Com licença, eu estou com a caixa de ferramentas para sabotar este motor e dessa vez ninguém vai descobrir” . Na sequência ele se joga em baixo do carro e começa a “trabalhar” no motor.

Um Juergen totalmente pego de surpresa e sem saber o que fazer, procurando tirar o cara de baixo do Up!,  tenta consertar a desgraça e diz: OK, o carro não precisa de reparos, ele é perfeito, obrigado . Só então é que três enormes seguranças aparecem e, delicadamente, conduzem o ator para fora. Não adiantou nada, o estrago estava feito. Para dizer a verdade, a coisa foi tão hilária e inesperada que parecia uma cena ensaiada de uma comédia tipo stand up. Veja o vídeo acima, produzido pelo pessoal do Wall Street Journal , é inacreditável.

Para colocar essa papagaiada em contexto, você deve se lembrar que,  ano passado, o mundo (e as autoridades ambientais e criminais) descobriram que a Volkswagen , intencionalmente, enganou seus consumidores ao desenvolver um sistema eletrônico que enganava os aparelhos de medição de emissões poluentes do meio ambiente, fazendo com que 11 milhões de motores diesel passassem em todos os testes como motores amigos da natureza, quando, na realidade, não eram. Segundo a EPA  (a poderosa Agência de Proteção do Meio Ambiente dos Estados Unidos), as emissões estão entre incríveis 10 a 40 vezes acima do limite legal. Uma história feia que causou a imediata queda do presitende mundial da VW, Martin Winterkorn e que deve ter um custo à empresa alemã estimado na casa do muitos bilhões (sim, com B) de dólares.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.