Cupê estará lojas dos EUA como linha 2017 e com vários itens exclusivos. No Brasil, ainda não há previsão de chegada

Para marcar o aniversário de meio século do Chevrolet  Camaro no mercado, a GM lançará uma série especial do cupê com uma lista de equipamentos e detalhes exclusivos. Como as primeiras unidades do modelo começaram a ser vendidas em 1967, a versão comemorativa dos 50 anos chegará aos Estados Unidos como linha 2017. 

As exclusividades da série comemorativa começam com a pintura Cinza Nightfall Metálica com detalhes pintados de laranja e preto, como as tradicionais faixas no capô e na tampa do porta-malas. E continuam com as rodas de aro 20 que deixam à mostra as pinças de freio laranjas (apenas na frente no caso dos modelos com  motor V6). Por dentro, nos bancos, também foram incluídas as mesmas faixas do lado de fora.

Ainda não foram divulgados os preços e nem a data em que o carro vai chegar às lojas americanas.  No Brasil, a GM ainda não tem uma posição oficial sobre a chegada do cupê por aqui, mas é bem provável que o carro seja, pelo menos, mostrado no Salão do Automóvel, em São Paulo, em novembro.

Uma breve história do Camaro

Chevrolet Camaro 1968
Divulgação
Chevrolet Camaro 1968

GM  apresentou a primeira geração do Camaro em 29 de setembro de 1966. O cupê foi concebido para concorrer com o Ford Mustang e fazer tudo o que o Corvette  era capaz, mas por preço bem menor. Uma das principais inovações foi o subchassi dianteiro, isolado do monobloco por seis coxins de borracha. Servia de estrutura para comportar motor, transmissão, suspensão, direção e freios. Podia vir com motor V8 350 pol³ de cilindrada,  que rendia  até 295 cv e vinha acoplado ao câmbio automático Turbo Hydramatic 400, de três marchas.

Chevrolet Camaro 1970
Divulgação
Chevrolet Camaro 1970

A segunda geração veio em janeiro de 1970. O carro continuou com a plataforma F-body, mas ficou maior e com interior mais recuado, deixando mais evidente o longo capô e a traseira curta. Na lendária versão  Z/28  podia vir com motor V8 big-block 396 pol³ com carburador quádruplo Rochester, coletor de alumínio, escapamento dimensionado, câmbio manual de quatro marchas, suspensão enrijecida F-41 e rodas de aro 15 montadas em pneus Firestone Wide Oval, série 60. Mas essa alegria durou pouco, já que a terceira geração mudou bastante e ficou bem menos divertida 

Chevrolet Camaro 1982
Divulgação
Chevrolet Camaro 1982

Em 1982 chegou a terceira geração do  Camaro  em torno de 220 kg mais leve e com frente de quatro faróis, bem diferente da versão original. Com linhas traçadas por Jerry Palmer, o carro  ficou marcado pelas linhas retas e sem muito apelo. Teve até um vergonhoso motor de quatro cilindros e 90 cv. Mas a  GM  acabou com esse marasmo em 1985, com o  IROC-Z , feito em alusão ao campeonato Internacional Race of Champions, que acontecia todos os anos nos Estados Unidos. Tinha motor V8 alimentado por injeção eletrônica, que chegou a 245 cv em 1990. 

Chevrolet Camaro 1993
Divulgação
Chevrolet Camaro 1993

A quarta geração do  Camaro , de 1993, aproveitou bastante da anterior. Entre as diferenças destacam-se as seguintes:  para-choque frontal de plástico, suspensão McPherson no eixo  traseiro no lugar de braços sobrepostos e direção do tipo pinhão, cremalheira (e não mais rosca sem fim), freios ABS, câmbio manual de seis marchas e rodas de aro 16 de série.  Na versão SS, foram fabricadas apenas 103 unidades com motor V8 LT4, do  Corvette , de 330 cv. Cinco anos depois de sua chegada às lojas , o cupê passou por uma reestização e ganhou faróis de formato mais arredondado. E continuou sendo modernizado. Em 1999 recebeu acelerador eletrônico, monitor para troca de óleo, diferencial Torsen, controles do som no volante, disqueteira para 12 CDs, entre outros itens. Mas não foi o suficiente para manter o carro vivo por muito tempo. Em 2002, saiu de linha e voltou apenas em 2009.

Chevrolet Camaro 2009
Divulgação
Chevrolet Camaro 2009

A quinta geração do  Camaro  estreou em março de 2009 para resgatar o carisma de 40 anos atrás. O estilo retrô fez bastante sucesso no mundo todo, inclusive no Brasil. Em abril de 2010,  foi escolhido como o melhor modelo do World Car of the Year Awards. E chegou a vender mais de 500 mil unidades desde o lançamento. A GM escolheu o motor V6 3.6, com injeção direta de gasolina e comando de válvulas variável, para equipar o novo cupê de 304 cv, nas versões LS e LT. No SS vem o V8 L99, de 406 cv. Também conta com controles eletrônicos de tração e estabilidade de série. Entre outras versões, destaca-se a viceral Z/28 com motor V8 LS7

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.