Produção caiu 27,8% comparado com o ano passado. Entidade culpa falta de confiança dos clientes causada pelo momento político e econômico do País

Fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis
Divulgação
Fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis

Nas três vezes que a Fenabrave divulgou os dados mensais de emplacamento em 2016, vimos uma queda nas vendas. Agora é a vez da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) entrar no coro e mostrar que o segmento está em sérios problemas. Segundo a associação, 481,3 mil veículos foram licenciados no primeiro trimestre de 2016, 28,6% a menos do que no mesmo período do ano passado, que emplacou 674,4 mil unidades.

“Os resultados de licenciamento dos primeiros dois meses deste ano ficaram em cima das nossas expectativas”, explica Luiz Moan, presidente da Anfavea – que deixa o cargo este mês, substituído por Antonio Carlos Botelho Megale. “Contudo, esperávamos que em março houvesse uma elevação mais significativa do ritmo de vendas médias diárias”, completa.

Normalmente março é um mês que mostra o ritmo de vendas pelo resto do ano, pois é mais afastado de janeiro, mês pós-festas em que os clientes ainda estão decidindo como gastar o resto do 13º, e fevereiro, mais curto por ter menos dias e carnaval. Esse ano tivemos 179,2 mil carros emplacados, 23,6% a menos do que as 234,6 mil do mesmo mês em 2015.

Moan culpa o momento do País pela queda nas vendas. “Isto é resultado da falta de confiança ocasionada pelas questões políticas vivenciadas pelo País que, somada à falta de uma definição no cenário de curto prazo, segue contaminando a economia”, explica o executivo.

Com as vendas em baixa, as fábricas operam no mínimo possível, recorrendo à layoffs e demissões, que afetaram marcas como Ford , Chevrolet e outras. De acordo com a Anfavea, 482,3 mil unidades foram produzidas, uma queda de 27,8% em comparação com o ano passado. Isso levanta outro dado interessante: se 482,3 mil carros foram fabricados e 481,3 mil foram emplacados, então apenas mil unidades ficaram estocadas. Isso mostra como estão produzindo apenas a quantidade que pode ser vendida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.