Modelo poderia vir com motor 2.4 de 160 cv e câmbio automático de seis marchas

Lifan 820
Carlos Guimarães/iG
Lifan 820

Além dos três SUVs ( X50, X80 e X7 ) que a Lifan quer vender no Brasil , a marca estuda trazer também o sedã 820 , do porte de modelos como Ford Fusion , Volkswagen Passat , Honda Accord e companhia. Mas que poderia chegar ao País com preço compatível com o dos sedãs médios mais equipados, entre os quais Toyota Corolla , Honda Civic , Chevrolet Cruze , entre outros. O carro tem desenho moderno e faz parte de uma nova leva de modelos da marca chinesa, com certa personalidade e melhores níveis de acabamento e sofisticação.

As linhas do 820 mostram o amadurecimento da marca, que acaba de completar 10 anos fabricando sedãs. O primeiro foi o 520 , de 2006. Está tudo no lugar e como manda o figurino. Alta linha de cintura, vincos pronunciados nas laterais para dar uma ideia de força e elegância, grade frontal cromada, lanternas traseiras com LEDs no lugar de lâmpadas, luzes diurnas embutidas nos para-choques, repetidores de direção incorporados nas carcaças dos espelhos retrovisores e rodas de aro 16 montadas em pneus 215/60R, entre outros detalhes.

Por dentro, Lifan 820 tem entre os destaques a central multimídia
Divulgação
Por dentro, Lifan 820 tem entre os destaques a central multimídia

O carro tem 4,87 metros de comprimento por 1,84 de largura e 2,78 de entre-eixos. No porta-malas, vão bons 520 litros de bagagem. E o motor 2.4 é capaz de render interessantes 160 cv, potência transmitida para as rodas dianteiras com ajuda do câmbio automático de seis marchas. Bom também é que a suspensão traseira é do tipo multilink, que ajuda no controle do carro nas curvas e que o controle eletrônico de estabilidade (ESP) está entre os itens de série, assim como monitoramento da pressão dos pneus, ancoragem ISOFIX para cadeirinhas infantis e airbags frontais, laterais e de cortina. Entre os opcionais, a Lifan oferece GPS, ajustes elétricos dos bancos e câmera de ré, entre outros equipamentos.

A reportagem de iG Carros deu uma rápida volta no carro dentro da fábrica da Lifan , em Chongqing (China). E as primeiras impressões foram positivas, tanto na questão do acabamento quanto no que se refere ao nível de ruído e ao conforto ao rodar. A decisão de começar a vender o 820 no Brasil depende da melhoria do mercado automotivo no Brasil, conforme o que nos disseram os executivos da marca. Além disso, a concorrência no segmento de sedãs médios e médios-grandes no País é bem acirrada, o que também tem sido objeto de estudos por parte da fabricante chinesa.

Lifan 820
Carlos Guimarães/iG
Lifan 820



*Viagem a convite da Lifan

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.