O 530 deve fazer parte da sua lista de opções se você pretende comprar um sedan compacto

Lifan 530
Divulgação
Lifan 530

O consumidor não é cruel, é realista. Ele procura sempre o que é melhor e mais barato, especialmente nessa época de crise bicuda que estamos vivendo. Esta semana a chinesa Geely anunciou o fim de suas operações no Brasil, desde 2014 vendeu apenas 1.019 carros. Para a Lifan  o cenário é oposto. Esta montadora chinesa entendeu bem o comprador de carros brasileiro e conseguiu balancear de maneira inteligente a relação custo-benefício nos seus carros. Isso se reflete nos seus bons números de vendas.

Várias montadoras tradicionais ainda tem coragem de oferecer sedans compactos sem ar-condicionado, direção hidráulica e pedir acima de R$ 40 mil. Se você for equipar um pouco mais, para ter os itens acima e mais algumas coisas básicas como vidros elétricos e rádio, o preço bate nos R$ 50 mil. É exatamente neste nicho que a Lifan decidiu atuar, entregando carros já bem equipados, nos seus modelos de entrada, sem elevar o preço.

Essa é uma das principais diferenças que vemos entre brasileiros e chineses. Por lá, eles exigem carros muito bem equipados. Um exemplo é o sedã compacto  Lifan 530 . De série, ele já vem com ar-condicionado, direção elétrica, rádio com entrada USB, travas e vidros elétricos nas quatro portas, sensor de estacionamento, ancoragem ISOFIX para cadeirinhas infantis e computador de bordo. Isso por R$ 41.990. Se correr, dá para pegar as últimas unidades do modelo 2015, por R$ 37.990 na versão top Talent , que adiciona central multimídia com GPS, conexão BlueTooth, câmera de ré e tela touchscreen de 7”.

Além disso o 530 já vem com freio a disco nas quatro rodas e suspensão dianteira independente. Seu motor é um competente 4 cilindros de 1,5 litros que produz 103 cavalos acoplado a um cambio manual de 5 velocidades. Na mesma filosofia de custo-benefício, esse conjunto de motor e cambio balanceia bem o desempenho com o consumo.

As duas antigas questões de qualidade e desvalorização viraram exatamente isso: antigas. Com bastante consistência, todos modelos Lifan que dirigimos de alguns anos para cá, não deixam nada a dever. Em relação a desvalorização isso também está deixando de ser um problema, até porque o preço de saída já é mais em conta.

É nessa que um chinês como o Lifan 530 pode te conquistar. Você vai pagar bem menos por um carro bem mais recheado. Saiba mais sobre a Lifan aqui .

Veja o filme do Lifan 530:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.