Crossover feito com base do Duster também será montado em São José dos Pinhais (PR) e chega às lojas em 2017

A Renault começa a fabricar na Rússia o crossover Captur para países emergentes. Trata-se do mesmo carro que vai ser feito no Paraná e será lançado no Brasil no ano que vem. Antes disso, o novo modelo estará no Salão do Automóvel, em São Paulo, entre os dias 10 e 20 de novembro.

Ao contrário da versão vendida na Europa, o Captur emergente é feito sobre a base do Duster e conta com distância entre-eixos mais longa e maior espaço no porta-malas, exigência em mercados como o brasileiro e o russo. São 4,33 metros de comprimento por 1,81 m de largura, 1,61 m de altura e 2,67 m de entre-eixos. Ainda segundo a fabricante, a distância livre do solo é de 20,4 centímetros e o porta-malas conta com 387 litros sem o rebatimento dos encostos dos bancos traseiros. Com esse recurso, pode chegar a 1.200 litros.

O conjunto mecânico em alguns mercados do Oriente Médio ainda não foi anunciado, mas isso deve acontecer numa data mais próxima do lançamento na Rússia, previsto julho próximo. 

No Brasil, o Captur deverá chegar apenas no primeiro semestre de 2017 como uma alternativa mais sofisticada que o Duster , do qual herdará não apenas a plataforma mas também as opções de motor 1.6 e 2.0, ambos flex, bem como os sistemas de transmissão 4x2 e 4x4.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.