Marca vai fornecer 100 unidades da minivan Chrysler Pacifica para testes da tecnologia

Chrysler Pacifica
Divulgação/Fiat-Chrysler
Chrysler Pacifica

De olho na tecnologia de direção autônoma desenvolvida pela Google , a Fiat-Chrysler  fechou uma parceria com a gigante da comunicação. A fabricante irá fornecer 100 unidades da minivan Chrysler Pacifica , com motorização híbrida, para que continuem o desenvolvimento do sistema. Com os novos carros, a frota utilizada pela Google vai mais que dobrar.

As primeiras notícias sobre essa colaboração surgiram na semana passada, indicando que iriam trabalhar juntas para desenvolver modelos autônomos no futuro – a Google entraria com o sistema, a Fiat-Chrysler ficaria com a produção em massa. O sistema seria usado em modelos da Alfa Romeo , Jeep  e Maserati . Apesar de confirmar a parceria, nenhuma das duas empresas deu detalhes além do fornecimento das unidades para testes.

É um bom acordo para ambas. A Fiat consegue por as mãos em um dos sistemas autônomos mais avançados do momento, e a Google ganha apoio de uma marca. A Alphabet , dona da Google , tentou fechar um acordo com a General Motors , mas não chegaram a um acordo sobre quem seria o dono legalmente da tecnologia. Começaram a falar com a Ford  no ano passado, sem resultado.

A escolha da Pacifica não foi por acaso. A Google está mais interessada em utilizar essa tecnologia no transporte público do que em carros particulares. “Executivos [da área] de transporte público poderiam comprar minivans autônomas ao invés de ônibus caros”, explica Chris Urmson, diretor do projeto.

Mesmo unindo forças, a tecnologia não tem previsão de quando será lançada. Além de ter que testar o sistema por mais centenas de milhares de quilômetros, ainda há o problema da legislação, já que muitos países ainda não possuem regras que permitem o uso de carros autônomos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.