Gran Tourer ficou esquecido em uma garagem na ilha de Jersey. Será leilado com preço estimado em R$ 253 mil

O Aston Martin DBS é um dos modelos mais importantes da marca. Não estamos falando do modelo atual, e sim da versão lançada em 1967. Foi no DBS que o design começou a mudar para o que conhecemos hoje em dia. Imagine então a sensação de encontrar um exemplar deste ícone em um celeiro.

Foi o que aconteceu com o exemplar das fotos acima. Ele ficou esquecido por 30 anos em um celeiro em Jersey, a maior das ilhas do arquipélago das Ilhas do Canal, localizado no canal da Mancha. Segundo os historiadores do Silverstone Auctions , o carro foi comprado em 1968 e passou por alguns donos até 1970, quando o último proprietário adquiriu o modelo. Andou com ele até 1986, quando o deixou dentro da garagem e lá ele ficou por 30 anos.

Como rodou por 49.189 km, a empresa de leilões define sua condição mecânica como “desconhecida”. Por melhor que seja o motor seis cilindros de 286 cv, o tempo pode ter cobrado seu preço e precise de uma restauração. Ainda assim é uma das 787 unidades a usar esse motor de seis cilindros, já que o DBS foi desenvolvido para utilizar o V8, o que só foi acontecer em 1969.

Assim como muitos Aston Martin , essa versão também foi uma estrela de cinema. Participou de 007 – A Serviço Secreto de Sua Majestade , o único filme de James Bond protagonizado por George Lazenby, além de uma pontinha no filme seguinte, 007 – Os Diamantes São Eternos . Ficou mais famoso por ser o carro do personagem de Roger Moore na série The Persuaders! – que chegou a ser exibida no Brasil pela Rede Globo em 1972.

O leilão está marcado para este mês e a estimativa do Silverstone Auctions é que seja vendido por um valor entre £50 mil e £60 mil (algo em torno de R$ 252,9 mil e R$ 303,5 mil).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.