Versão feita em São José dos Pinhais (PR) será mais segura que a indiana que passou por teste de colisão do Global NCAP

As notícias sobre a chegada do hatch compacto Renault  Kwid ao Brasil continuam sendo confirmadas aos poucos. Agora foi divulgado que o carro que será feito em São José dos Pinhais (PR) será mais seguro que a versão Indiana, que passou pelos rigorosos testes de colisão do Global NCAP e acabou sendo reprovado, com resultados preocupantes.

De acordo com a fabricante, o Kwid feito no Brasil terá airbags frontais e laterais em todas as versões, além de 20% a mais de peso graças ao uso de chapas de aço de alta resistência. A marca também informa que o carro receberá ancoragem iSOFIX para cadeirinhas infantis, bem como reforços no monobloco. E diz que, para se ter uma idéia, o banco do motorista pesa 9 kg a mais que o indiano por conta dos reforços na estrutura.

O Kwid será uma das novidades da Renault no Salão do Automóvel, entre 10 e 20 de novembro, mas as vendas nas lojas deverão começar no início de 2017. Na parte mecânica, o Kwid terá o motor 1.0, de três cilindros e 77 cv, que equipa a dupla March e Versa , da Nissan . É possível que o carro venha a ser oferecido com câmbio automatizado Easy-R, como acontece com Sandero e Logan . Além disso, uma versão com apelo aventureiro, baseada no protótipo Climber também poderá estar disponível no Brasil, onde o carro também terá alguns detalhes estéticos exclusivos, como os retrovisores com pistas laterais integrados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.