Versão DX do sedã estará nas lojas no dia 1º de julho

Honda City
Divulgação
Honda City

Antes vendido apenas com câmbio manual de cinco marchas, o Honda City na versão de entrada DX passa a contar com transmissão CVT. A novidade estará nas lojas no dia 1º de julho e assim completa a oferta da tecnologia para toda a linha do sedã pequeno da Honda. Entretanto, conforme apurou a reportagem de iG Carros, o preço da nova versão vai ser revelado apenas quando o carro estiver chegando às lojas.

Nessa versão, o City vem com ar-condicionado manual, direção elétrica, volante com ajuste de altura e profundidade, chave canivete com imobilizador, sistema de som com Bluetooth, entrada USB, e viva-voz, e acionamento elétrico para travas, vidros e retrovisores externos. O motor é o 1.5 i-VTEC FlexOne de 116 cv e 15,3 kgfm de torque com etanol.

Irá servir apenas pelo conforto. Segundo o teste do Inmetro, o City na versão LX com câmbio CVT faz 8,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada, com etanol, enquanto o City DX manual faz 8,6 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada. Como o motor é o mesmo, o valor pode ser considerado para o DX equipado com CVT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.