Cada uma custou nada menos que US$ 1,5 milhão, o equivale a mais de R$ 5 milhões

No final de março, a Jaguar anunciou que iria fabricar nove unidades do primeiro superesportivo do mundo, o XKSS. E agora chega a notícia de que toda a produção já foi vendida antes mesmo de começar. Cada unidade custou US$ 1,5 milhão, ou cerca de R$ 5 milhões numa conversão simples. Os carros serão entregues no início do ano que vem. 

A história do  XKSS  começa com as três vitórias consecutivas da  Jaguar  em Le Mans em 1955, 1956 e 1957 com o impressionante  D-Type . Após o tricampeonato, em a 14 de janeiro de 1957, o fundador da Jaguar Sir Williams Lyons decidiu transformar os 25 veículos  D-Type  que já estavam produzidos para competição em versões de rua, com inúmeras adaptações externas. Nascia aí o  XKSS ,considerado o primeiro veículo superesportivo do mundo.Todas as nove unidades serão produzidas manualmente seguindo as exatas especificações daquelas fabricadas em 1957. Os veículos irão ocupar o lugar daqueles que se perderam durante o famoso incêndio na fábrica de Browns Lane, a Inglaterra. A volta do  XKSS  é o mais novo projeto da  Jaguar Land Rover Classic , divisão responsável por oferecer peças e serviços para veículos clássicos das marcas britânicas em todo o mundo.

O modelo é equipado com motor de 3.4 litros e seis cilindros em linha, capaz de desenvolver 250 cv de potência. Equipado com câmbio manual, de 4 marchas, o modelo era capaz de sair da imobilidade aos 100 km/h em apenas 5.5 segundos e alcançar os 230 km/h de velocidade final. Veja abaixo o video oficial da raridade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.