Compacto vai substituir o Clio ainda este ano e será apresentado no Salão do Automóvel, em novembro

O hotsite do Renault Kwid não mostra muita coisa, apenas pede para os clientes se cadastrarem para receber mais novidades por e-mail.
REPRODUÇÃO/RENAULT
O hotsite do Renault Kwid não mostra muita coisa, apenas pede para os clientes se cadastrarem para receber mais novidades por e-mail.

Aos poucos a Renault  vai preparando terreno para lançar o Kwid no Brasil, com a estreia de um hotsite para cadastrar quem já tem interesse pelo modelo. O compacto nascido na Índia será produzido em São José dos Pinhais (PR), com apresentação oficial marcada para novembro, durante o Salão do Automóvel, em São Paulo, entre 10 e 20 de novembro.

Flagra do Renault Kwid na Argentina. O modelo em testes já traz algumas das mudanças da versão brasileira, como os novos retrovisores laterais.
Reprodução/CarsDrive
Flagra do Renault Kwid na Argentina. O modelo em testes já traz algumas das mudanças da versão brasileira, como os novos retrovisores laterais.

Enquanto o lançamento não acontece, o sucessor do Clio no mercado brasileiro já foi visto rodando pela Argentina. O flagra, publicado por CarsDrive.com.ar , mostra o Kwid preparado para o Brasil. Os espelhos laterais, por exemplo, são diferentes do indiano, menores e com um formato mais convencional, enquanto o Kwid original utiliza uma base fixa, com o espelho movendo sobre ele.

O Kwid nos testes de colisão do Global NCAP

Apesar da origem oriental, o Kwid nacional só terá o design semelhante ao da Índia. Após o fiasco do teste de colisão feito pelo Global NCAP, a Renault do Brasil se apressou para defender o hatchback, afirmando que o modelo brasileiro será 20% mais pesado, com o uso de chapas de aço de alta resistência, além de vir de série com airbags frontais e laterais – o primeiro carro do segmento a contar com quatro bolsas infláveis em toda a linha.

Renault Kwid
divulgação/Renault
Renault Kwid

A mecânica será diferente também. Para manter o preço baixo, previsto para a casa dos R$ 30 mil, irá compartilhar o motor 1.0, de três cilindros e 77 cv dos Nissan  March e Versa . Rumores falam sobre uma versão com acabamento mais refinado, mais equipada e com o motor 0.8 utlizado na Índia, com 62 cv e que faz 25,17 km/l. Outra possibilidade é a adoção do câmbio automatizado Easy-R.

Matérias relacionadas:

Futuro brasileiro, Renault Kwid zera em teste de colisão

Renault confirma fabricação do Kwid no Brasil

Pai" do Kwid diz que novo modelo pode ter versões sedã, picape, SUV e minivan


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.