Sedã recebe retoques no desenho, nova central multimídia e uma série de outros equipamentos

A Toyota  mostra a versão renovada do Corolla em um evento na Rússia, como mostram as imagens do site russo Drive2.Ru . Trata-se do modelo que também deverá ser apresentado no Salão do Automóvel, em São Paulo, entre 10 e 20 de novembro, para entrar na onda de novos sedãs médios que chegam ao Brasil, entre os quais as novas gerações de Honda Civic e Chevrolet Cruze.

Como já havia sido anunciado, as mudanças incluem faróis e lanternas com LEDs contínuos no lugar de lâmpadas, grade frontal com aberturas de ar mais estreitas e novos detalhes cromados entre as principais novidades estéticas.

O interior inclui acabamento um pouco mais caprichado, além de comandos do ar-condicionado com nova iluminação e com saídas de formato circular. Há também a nova contral multimídia Touch 2, com tela de 4.2 polegadas, sensível ao toque e GPS embutido. 

A marca japonesa aproveitou também para fazer fazer melhorias na suspensão para tornar o rodar mais confortável, com novos conjuntos de amortecedores e molas. De acordo com a fabricante, a distância livre do solo aumentou, passando de 135 milímetros para 150 mm. A direção com assistência elétrica foi aperfeiçoada para se tornar mais precisa, principalmente na estrada. E o isolamento acústico foi reforçado para tornar o interior mais silencioso. 

Embora não tenha sido mencionado no material de divugação do carro que vai começar a ser vendido na Turquia, neste mês de junho, é bem provável que, no Brasil, o controle eletrônico de estabilidade (ESP) seja oferecido, já que a maioria dos rivais do  Corolla  no segmento de sedãs médios tem esse importante equipamento de segurança. Por aqui, este item será obrigatório a partir de 2020 para modelos zero-quilômetro inéditos ou que passarem por grandes mudanças. E em 2022 para todo e qualquer carro


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.