Fábrica na Argentina irá produzir nova geração da Nissan Frontier e das inéditas Renault Alaskan e Mercedes-Benz GLT

Nissan Frontier
Divulgação/Nissan
Nissan Frontier

A fábrica da Nissan em Córdoba (Argentina) irá produzir três picapes ao mesmo tempo: a nova geração da Nissan Frontier , e as inéditas Renault Alaskan e a caminhonete da Mercedes-Benz (que pode se chamar GLT). Para isso, a marca anunciou a contratação de mais mil funcionários parte do investimento de US$ 600 milhões feito pela Renault-Nissan juntamente com a Mercedes-Benz .

Será criada uma nova linha de produção, no mesmo prédio onde a Renault Argentina produz alguns carros, como o compacto Clio (que será descontinuado no fim do ano, com a chegada do Kwid ) e o sedã Fluence (que teve sua nova geração apresentada ). Além dos mil novos postos de trabalho, a Nissan Argentina acredita que o investimento irá gerar indiretamente outros 2 mil empregos para as empresas de autopeças nacionais.

A produção começa apenas no segundo semestre de 2018, primeiramente com a nova geração da Nissan Frontier . Será quando a Frontier atual, ainda fabricada em São José dos Pinhais (PR) irá sair de linha. Em seguida, ainda em 2018, será a vez da recém-revelada Renault Alaskan , com previsão de chegar ao Brasil no mesmo ano. Por fim será a vez da inédita picape da Mercedes-Benz .

O novo complexo terá capacidade de produção de 70 mil unidades por ano, embora não se saiba qual será o mix de cada marca dentro dessa previsão. As três picapes utilizarão a mesma plataforma e, no caso da Frontier e Alaskan , até os mesmos motores. Estão de olho na exportação, pois 70% de tudo o que sair da linha de produção será enviado para o Brasil e a Colômbia, aproveitando o acordo automotivo entre os países.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.