Feito pela Universidade de Munique, carro mais econômico do mundo usa motor elétrico para fazer 763,5 milhas por kw/hora – ou seja, 11 mil km/l

O elétrico TUfast eLi14 marcou o equivalente a 11.000 km por litro de combustível, o que lhe rendeu o recorde do Guinness como carro mais econômico do mundo.
Divulgação
O elétrico TUfast eLi14 marcou o equivalente a 11.000 km por litro de combustível, o que lhe rendeu o recorde do Guinness como carro mais econômico do mundo.

Quando falamos de veículos elétricos, a primeira preocupação é quanto conseguirá rodar antes de parar para recarregar as baterias. No caso do TUfast eLi14 , não tem problema nenhum. O projeto feito pela Universidade de Munique (Alemanha) bateu o recorde e fez 763,53 milhas por kilowatt/hora, o equivalente a 11 mil km com apenas um litro de combustível. Com isso, é o carro mais econômico do mundo.

O protótipo TUfast eLi14 foi criado para competir na edição 2014 da maratona Shell Eco, uma disputa feita pela companhia de combustíveis para que estudantes tentem criar o carro mais econômico do mundo.  Embora não tenha ido tão bem assim na competição, o eLi14 foi melhorado por seus criadores para tentar bater o recorde, usando a pista de testes da Audi na Bavaria (Alemanha).

LEIA MAIS: Conheça os 5 hatches flex mais econômicos do Brasil

Trocaram as molas por componentes feitos de prata, novos rolamentos de baixa resistência à fricção e um novo controle. Tem que ganhar aerodinâmica em tudo, até mesmo com o uso de calotas especiais (da mesma forma que o Toyota Prius faz). Mexeram até no imã do motor elétrico. O resultado é que o carro mais econômico do mundo foi capaz de marcar 763,53 milhas por kilowatt/hora (ou 11 mil km/l), o suficiente para ir de São Paulo a Berlim (Alemanha), e ainda sobra autonomia.

Claro que não dá para comparar o rendimento do TUfast eLi14 com um carro de verdade. É tão pequeno que só cabe uma pessoa, que vai ficar praticamente deitada e muito próxima ao chão, com apenas três rodas para mover o veículo. É um protótipo voltado puramente para encontrar soluções mecânicas e aerodinâmicas para que carros elétricos rendam mais. Não é um automóvel para dirigir por aí.

LEIA MAIS:  Os carros baratos mais econômicos do Brasil que custam até R$ 45 mil

Futuro eficiente

Mesmo que o TUfast eLi14 não seja o ideal para as ruas, serve como pesquisa de formas de aumentar o aproveitamento energético. Outros carros “verdes” estão procurando novas estratégias. A Tesla cogita comprar uma empresa de células solares, para que seus modelos possam ser reabastecidos com energia do sol, assim como os carros da marca chinesa Hanergy. Vale tudo para ter o carro mais econômico das ruas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.