Foram 5.268.000 carros ante 5.033.177 da rival japonesa. GM ainda não divulgou resultado, mas ficará em terceiro

Apesar do escândalo
Divulgação
Apesar do escândalo "dieselgate" , Grupo Volkswagen teve aumento de 2,1% nas vendas no primeiro semestre de 2016

O Grupo Volkswagen fecha o primeiro semestre de 2016 como a maior fabricante de carros do mundo, superando a Toyota . De acordo com os relatórios divulgados até agora, a marca alemã teve 5.268.000 de unidades fabricadas entre janeiro e junho, ante 5.033.177 da rival Toyota . Apesar disso, a produção da VW caiu 0,6% entre janeiro e junho último em relação ao mesmo período de 2015. 

Quando o assunto é vendas, a Volkswagen continua na frente, com 5.199.000 ante 4.991.741 da Toyota e 4.760.000 da GM também nos primeiros seis meses de 2016. Trata-se de um resultado 2,1 % melhor que o registrado em 2015. Entretanto, o lucro operacional da VW durante esse período na comparação com a mesma época do ano passado caiu bastante, de US$ 8,9 billhões para US$ 6,9 bilhões. 

LEIA MAIS: Vendas no Brasil não passarão de 1,8 milhão em 2016, diz presidente da JAC

O Grupo Volkswagen no mundo

Entre os principais mercados do mundo, o destaque negativo do Grupo Volkswagen fica por conta do desempenho da região da América do Sul, principalmente por causa da crise que acontece no Brasil. E a China continua sendo o líder global em vendas de veículos, mesmo depois de ter mostrado queda no mercado.

Um dos motivos que contribuem com o primeiro lugar da China entre os países onde se vende mais carros mundo é que alguns modelos da Volkswagen são feitos especialmente para o mercado chinês, como o Lavida e o sedã de luxo Phideon, maior que o Passat, feito para agradar o gosto dos chineses por sedãs grandes.

LEIA MAIS: Brasil cai para sétimo maior país em vendas globais

Na Europa, as vendas do Grupo Volkswagen cresceram apenas 3,3%, impulsionadas pela chegada da nova geração do SUV Tiguan. Contudo, nos Estados Unidos, as vendas tiveram uma queda de 11,7% em junho e de 7,2% nos primeiros seis meses de 2016. 

A demanda por modelos do Grupo Volkswagen aumentou18,7% em junho, o que é atribuído, principalmente, ao lançamento da nova geração do Passat, nas configurações sedã e perua. Porém, a Seat não vai indo bem e apresentou metade das vendas da Porsche , por exemplo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.