Trata-se do carro inglês mais valioso já vendido em um leilão em todo o mundo. Unidade arrematada venceu as 24 Horas de Le Mans, há 60 anos

Jaguar D-Type no leilão RM Auctions atinge o maior valor já pago por um carro inglês em toda a história
Divulgação
Jaguar D-Type no leilão RM Auctions atinge o maior valor já pago por um carro inglês em toda a história

Não há como negar que o Jaguar D-Type é um dos mais nobres esportivos que participaram das mais importantes provas do automobilismo internacional. A marca inglesa foi pioneira ao adotar a estrutura  monobloco do roadster e acabou vencendo três vezes as 24 Horas de Le Mans (em 1955, 56 e 57).

Com sua inovadora carroceria sobre rodas, um enorme motor dianteiro, além de um mísero espaço para o piloto e o inconfundível defletor de ar na traseira, o Jaguar D-Type  se tornou um dos mais incríveis carros de corrida clássicos já vistos.

LEIA MAIS:  Aceleramos o Jaguar F-Type R, com motor V8 de 550 cv

O raro exemplar da foto acima, com chassi número XD 501, que venceu em Le Mans, há 60 anos, acaba de bater recorde de preço entre os modelos ingleses ao ser arrematado no leilão RM Auctions, em Monterey (México), por nada menos que US$ 21,8 milhões, o que equivale a R$ 69,5 milhões numa conversão simples. Nenhum outro modelo inglês foi vendido por um preço tão alto até hoje.

LEIA MAIS: Atriz de Velozes de Furiosos atinge 320 km/h em cupê da Jaguar

Entre outros feitos do D-Type que bateu recorde de valor, destaca-se o fato de ter completado 2.507 milhas com uma média de 168 km/h e máxima de 252 km/h na famosa reta Mulsanne, no lendário Circuito de Sarthe, em Le Mans. Foi pintado no tradicional tom escocês de azul com faixas brancas.  

Sim, existe um D-Type civil

Jaguar XKSS
Divulgação
Jaguar XKSS


Após o tricampeonato, em a 14 de janeiro de 1957, o fundador da Jaguar Sir Williams Lyons decidiu transformar os 25 veículos  D-Type  que já estavam produzidos para competição em versões de rua, com inúmeras adaptações externas. Nascia aí o  XKSS ,considerado o primeiro veículo superesportivo do mundo.

Entre estas alterações incluíram-se um para-brisa mais alto, uma porta adicional no lado do passageiro, a retirada da divisão entre condutor e passageiro, bem como a supressão do famoso spoiler atrás do banco do condutor.As novas unidades do  XKSS  deverão chegar aos colecionadores no início de 2017.

O modelo é equipado com motor de 3.4 litros e seis cilindros em linha, capaz de desenvolver 250 cv de potência. Equipado com câmbio manual, de 4 marchas, o modelo era capaz de sair da imobilidade aos 100 km/h em apenas 5.5 segundos e alcançar os 230 km/h de velocidade final.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.