Previsto para 2021, carro autônomo não terá volante ou pedais. Conheça a nova tecnologia e o que os jornalistas acharam do veículo

A Ford está testando 30 Fusion Hybrid para desenvolver o seu carro autônomo e começar sua produção em massa em 2021.
Divulgação/Ford
A Ford está testando 30 Fusion Hybrid para desenvolver o seu carro autônomo e começar sua produção em massa em 2021.

A promessa da Ford é de começar a produzir um carro autônomo em larga escala em 2021. Para cumprir com sua palavra, a marca vem testando a tecnologia extensivamente nos EUA, usando uma frota de 30 Fusion Hybrid . Embora ainda vá levar anos para ficar pronto, o modelo foi testado por alguns jornalistas norte-americanos, para mostrar como a tecnologia funciona e qual seria a sensação de andar sem nenhuma forma de controlar o veículo.

Os jornalistas sentaram nos bancos traseiros e circularam dentro do centro de desenvolvimento da Ford em Dearborn (Michigan), um dos trajetos utilizados nas experiências com o carro autônomo . Nos bancos da frente ficaram dois engenheiros, monitorando o comportamento do Fusion Hybrid e coletando dados e imagens do roteiro. Prudente, o veículo circulava com velocidade máxima de 50 km/h – os repórteres disseram que a experiência como assistir uma pessoa aprendendo a dirigir.

LEIA MAIS: Confira as impressões ao dirigir o novo Fusion 2017

Equipados com três tipos de sensores, os protótipos usam câmeras, radares e o sistema LiDAR para reunir o máximo possível de informações sobre o ambiente. O LiDAR emite feixes de laser em volta do veículo, enquanto o radar usa radiofrequência. Ambos identificam possíveis obstáculos e, em conjunto com um mapa 3D e as imagens das câmeras, criam um trajeto para o veículo, que analisa e decide como agir.

2021 para empresas, 2025 para todos

Sem leis para regulamentar o carro autônomo, a Ford vai trabalhar com duas etapas de lançamento. Em 2021, irá produzir veículos com essa tecnologia em massa, mas apenas para uso comercial, como empresas de serviço de transporte e de compartilhamento de automóveis. É uma escala bem menor e que vai fazer com que, aos poucos, o público tenha contato com a tecnologia, além de aproveitar a experiência para aprimorar ainda mais o sistema.

LEIA MAIS: Ford Fusion 2017 chega ao Brasil renovado, a partir de R$ 121.500

A segunda etapa será o lançamento para o público em geral, o que só deve acontecer em 2025. Isso porque a Ford irá continuar a fazer lobby com Google, Lyft, Uber e Volvo para ajudar o governo norte-americano a definir a legislação, principalmente para os modelos de nível 4, que são capazes de rodar sem qualquer interferência dos passageiros – justamente o tipo de carro autônomo que a fabricante está desenvolvendo.

LEIA MAIS:  Ford mostra vídeo com skate com motor EcoBoost

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.