De olho nos SUVs mais em conta, Jeep trabalha em mini-Renegade. Conheça os primeiros detalhes do novo modelo que será mais barato que o Renegade

Ainda sem data de estreia, novo modelo da Jeep ficaria abaixo do Renegade, tanto em preço quanto em tamanho e equipamentos.
Divulgação
Ainda sem data de estreia, novo modelo da Jeep ficaria abaixo do Renegade, tanto em preço quanto em tamanho e equipamentos.

O sucesso do Renegade animou a Jeep o suficiente para considerar um novo SUV menor e mais barato, para competir com os modelos mais baratos, como Ford EcoSport e, na Europa, o Nissan Juke. A informação foi confirmada pelo chefão da marca, Mike Manley, em entrevista ao site britânico Autocar . Tal modelo já está em desenvolvimento, sob os cuidados da divisão indiana da Jeep.

Esse futuro SUV de entrada d a Jeep , chamado internamente como Projeto 526, terá menos de quatro metros de comprimento e deve seguir o estilo de design do Renegade . Não veremos esse utilitário tão cedo, já que a marca quer manter o seu DNA no modelo, robusto e com uma versão de tração 4x4. Manley aponta que será um desafio criar um carro pequeno que mantenha os itens que o tornem um veículo capaz de fazer trilhas.

LEIA MAIS: Jeep Compass tem tudo para revolucionar o mercado de SUVs médios 

Se for mesmo produzido, o novo Jeep irá mirar no segmento mais barato dos utilitários esportivos, onde estão posicionados Ford EcoSport, Renault Duster e Nissan Juke . Caso seja lançado no Brasil, o Renegade teria que passar por um reposicionamento, elevando seus preços, que atualmente partem de R$ 71.990. Dessa forma, o novo modelo ocuparia seu lugar, com preço na faixa dos R$ 70 mil, enquanto o Renegade ficaria como uma opção mais refinada.

Mini-Renegade

Para ter essa medida e manter o preço baixo, a Jeep deve apostar em uma mecânica compartilhada com o Renegade , para ganhar volume. A plataforma, por exemplo, deve ser a mesma Small US-Wide, que já equipa o SUV e outros modelos, como a picape Fiat Toro e o recém-lançado Jeep Compass. Como é modular, é possível reduzir o seu tamanho para alcançar os quatro metros de comprimento.

LEIA MAIS: Jeep faz Wrangler em homenagem ao Willys nacional

Outra possibilidade que ganha força é utilizar o motor 1.6 e.torQ de 110 cv, que já equipa a versão de entrada do Renegade na Europa – por aqui, o utilitário usa o 1.8 de 130 cv. A Fiat-Chrysler tem outras opções de motor, como o 1.4 MultiAir turbo de 140 cv, também utilizado no modelo europeu. Para manter os preços baixos, a versão automática deve usar a caixa de seis velocidades, deixando a de nove marchas para o Renegade.

LEIA MAIS: Jeep lança no Brasil a série comemorativa de 75 anos da marca no mundo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.