Apesar de ter sido projetado no Brasil, SUV é apresentado primeiro nos Estados Unidos, sem aparecer no Salão do Automóvel, em São Paulo

O novo Ford EcoSport troca o design dianteiro, com uma grade bem menor. Nos EUA, terá motor 1.0 EcoBoost, enquanto aqui terá novo 1.5.
Divulgação/Ford
O novo Ford EcoSport troca o design dianteiro, com uma grade bem menor. Nos EUA, terá motor 1.0 EcoBoost, enquanto aqui terá novo 1.5.

Eis o novo Ford EcoSport,  apresentado em Los Angeles (EUA). A marca do oval azul decidiu deixar a estreia do SUV compacto para os Estados Unidos para ajudar a ganhar força naquele mercado, onde o carro será vendido pela primeira vez a partir do início de 2018. Não se preocupe, chega ao Brasil muito antes disso, previsto para estar nas concessionárias no primeiro semestre de 2017.

LEIA MAIS:  Ford EcoSport nos Estados Unidos não será feito no Brasil

Conforme adiantado por iG Carros , o Ford EcoSport se inspirou no Kuga , SUV baseado no Focus , para encontrar o seu novo design. A grade ficou bem menor, sem chegar até o para-choque. Ao contrário do que muitos diziam, com projeções usando a frente do Edge , o Eco deixa os faróis separados da grade. As luzes ficaram mais curtas e as luzes de neblina ganharam novo formato, trocando a forma redonda por uma triangular.

Não houve mudanças na parte traseira, exceto pela ausência do estepe pendurado na tampa do porta-malas. O modelo europeu do EcoSport já fazia o mesmo, substituindo por um kit de reparo de pneus, de forma a não roubar espaço do porta-malas. Rumores dizem que farão o mesmo na América Latina, oferecendo isso como opcional. Sem o estepe pendurado, colocaram um detalhe cromado na metade da tampa do porta-malas.

LEIA MAIS:  Ford confirma que terá Mustang no Brasil e mostra Ka aventureiro

Mais equipado

Lembra daquela telinha azul minúscula e escondida no fundo do console do Ford EcoSport? Ela já era. O painel foi todo redesenhado e adotaram uma solução parecida com a da Mercedes-Benz, colocando o sistema multimídia saltando para fora como se um tablet tivesse sido grudado no painel. Essa central usa o sistema Sync 3 , o mais atual da marca e que estreou no Brasil no Focus 2017. Nos modelos mais baratos, a tela reduz de tamanho e funciona como um rádio mais simples. O painel de instrumentos recebeu o design usado no Focus .

LEIA MAIS:  Ford Focus 2017 estreia multimídia Sync 3 no Brasil

Os gringos, assim como os europeus, terão o motor 1.0 EcoBoost de três cilindros, nas configurações de 125 cv e 140 cv, além do conhecido 2.0 16V, de 147 cv. As opções de câmbio serão manual de cinco marchas ou automatizada PowerShift, de seis. Por aqui, continuaremos com o motor 2.0, enquanto o 1.6 será substituído pelo novo 1.5 Dragon, de três cilindros. Deve gerar 130 cv e mais de 15 kgfm, algo próximo do 1.6 Sigma atual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.