Clássico dos anos 70 vem com motor V12, seis carburadores duplos e teve produção bastante limitada na versão conversível

Ferrari Daytona Spyder dos anos 70 teve apenas 122 unidades feitas com capota de tecido
Divulgação
Ferrari Daytona Spyder dos anos 70 teve apenas 122 unidades feitas com capota de tecido

Uma das raridades que vão ser leiloadas no tradicional leilão RM Sotherby’ s Retromobile, que acontece em Paris (França), em fevereiro de 2017, será a bela Ferrari Daytona Spyder, dos anos 70. As estimativas são de que o clássico seja arrematado entre 1,7 milhão a 2.2 milhões de euros, valor máximo que equivale a cerca de R$ 7,8 milhões numa conversão simples.  

LEIA MAIS:  Conheça um dos maiores colecionadores de carros antigos do Brasil

O conversível teve poucas unidades fabricadas e, por isso, torna-se mais atrativo aos olhos dos colecionadores que costumam frequentar o leilão parisiense.  Assim como a Daytona , modelos da Ferrari dos anos 50 e 60 com capota retrátil costumam atingir valores astronômicos nesse tipo de evento.

LEIA MAIS:  Porsche 911 Carrera RS é investimento melhor que Bovespa

A Daytona Spyder que será leiloada passou por um criterioso processo de restauracão e faz parte do pequeno grupo de apenas 122 unidades fabricadas com capota de tecido original. Porém, inúmeras outras acabaram sendo transformadas em roadsters.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.