Nova linha de motores 1.0 e 1.6 mais eficientes estreia na dupla Sandero e Logan. Em seguida, passa a equipar os modelos Duster e Duster Oroch

Segundo o Inmetro, o Renault Sandero com o novo motor 1.0 SCe faz até 14,2 km/l na estrada com gasolina.
divulgação/Renault
Segundo o Inmetro, o Renault Sandero com o novo motor 1.0 SCe faz até 14,2 km/l na estrada com gasolina.

A Renault apresenta sua nova linha de motores SCe, que estreia no hatchback Renault Sandero e seu sedã derivado Logan . Desenvolvida no Brasil com apoio da Aliança Renault-Nissan, os novos motores foram criados para serem utilizados globalmente e passam a equipar a maior parte do portfólio da fabricante no País. No futuro, poderão ser utilizados em outros veículos da marca - inclusive a nova geração do Nissan March .

LEIA MAIS: Renault Captur chega às lojas em fevereiro de 2017

As novas versões dos modelos  Renault Sandero e Logan já estão disponíveis no configurador e começaram a ser enviadas às concessionárias de todo o Brasil. Na segunda metade de dezembro, será a vez do SUV  Duster e da picape  Duster Oroch , que passarão a utilizar o novo motor 1.6 dessa linha, além de manter o 2.0 introduzido na linha 2017, lançada em julho deste ano.

Fabricados no Complexo Ayrton Senna em Curitiba (PR), os novos motores 1.0 e 1.6 SCe avançaram muito tecnologicamente se comparados à linha atual. O 1.0 é de três cilindros, com duplo comando de válvulas variável na admissão e escape,  com bloco e cabeçote de alumínio e uso de óleos de baixa viscosidade. Já o 1.6 é de quatro cilindros, também feito de alumínio, tem duplo comando variável apenas na admissão e perdeu 30 kg.

Foram concebidos para balancear um bom rendimento de combustível com desempenho, obtendo torque em baixa rotação. O 1.0 gera 82 cv e 10,5 kgfm a 3.500 rpm, com etanol, sendo que 90% desse torque aparece a 2.000 rpm. Segundo os dados do Inmetro, o Sandero com esse motor faz até 14,2 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada, com gasolina. A melhor marca se refere ao consumo urbano, já que o modelo anterior fazia 12,6 km/l.

Já o 1.6 gera118 cv  e 16 kgfm de torque a 4.000 rpm. Assim como o 1.0, o 1.6 apresenta 90% do torque a 2.000 rpm. O rendimento aumentou, agora fazendo 12,8 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada, com gasolina. O Inmetro registrava que o motor 1.6 antigo rendia 10,7 km/l no ciclo urbano e 12,4 km/l no ciclo rodoviário. Essa motorização recebeu mais novidades, como o uso do sistema Start-Stop, que desliga e religa o motor em paradas e a tecnologia ESM, que desacopla o alternador quando o carro acelera, enviando todo o esforço para mover o veículo. Quando o veículo desacelera, o alternador volta a ser acoplado, reaproveitando a energia cinética.

LEIA MAIS: Renault Sandero RS aparece com pintura em homenagem à Lotus de Senna

Para quem quer a opção automática, tanto o Renault Sandero quanto o Logan continuarão com o câmbio automatizado Easy’R, que passou por melhorias e ficou mais equipado. Agora conta com controle eletrônico de estabilidade e tração, e assistente de partida em rampas. Por enquanto, é um item exclusivo dos modelos automatizados , por resolver uma das críticas dos clientes sobre o comportamento dos veículos em ladeiras – a marca diz que estuda levar o módulo para outros modelos, assim como oferecer o Easy’R combinado ao motor 1.0.

Preço sobe

Com tantas mudanças, era de se esperar que o preço da linha de Sandero e Logan fosse sofrer um reajuste. Todos os valores subiram R$ 600 em relação ao modelo anterior, custo que a fabricante diz que será compensado em um ano pela economia de combustível. Assim, o Sandero passa a ser vendido com preço inicial de R$ 42.400 com motor 1.0 e R$ 49.700 na versão 1.6. Já o Logan 1.0 parte de R$ 46.300 , enquanto o 1.6 começa em R$ 52.750.

O mesmo valor de R$ 600 foi aplicado para os outros carros da marca com esses motores. A versão aventureira Renault Sandero Stepway será vendido por R$ 59.720, o SUV Duster terá preço inicial de R$ 69.200 e a picape Duster Oroch partirá de R$ 69.620. Tanto o SUV quanto a caminhonete derivada estarão nas lojas na segunda quinzena de dezembro, apenas com o motor 1.6.

E tem mais novidade na linha. De olho nos clientes mais jovens, surge o Renault Sandero Vibe, versão que aposta em detalhes diferenciados de design e que custa R$ 47.100. Equipado com o motor 1.0 e baseado na versão Expression, conta com rodas de alumínio de 15”, faróis de neblina, alto-falantes com contornos em LED, retrovisor elétrico com repetidor, faróis traseiros com laterna branca e bancos exclusivos. O pacote já inclui a central multimídia Media NAV 2.0, que é oferecido em um pacote de opcionais do Sandero convencional.

LEIA MAIS: Os 5 lançamentos mais importantes do Salão do Automóvel

Confira a nova tabela de preços dos Renault Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch com os novos motores:

Renault Sandero

Versão

Preço

Authentique 1 .0 SCe

R$ 42.400

Expression 1.0 SCe

R$ 44.950

Vibe 1.0 SCe

R$ 47.100

Expression 1.6 SCe

R$ 49.770

Dynamique 1.6 SCe

R$ 53.500

GT Line 1.6 SCe

R$ 54.620

Stepway 1.6 SCe

R$ 59.720

Renault Logan

Versão

Preço

Authentique 1.0 SCe

R$ 46.300

Expression 1.0 SCe

R$ 48.200

Expression 1.6 SCe

R$52.750

Dynamique 1.6 SCe

R$ 56.400

Renault Duster

Versão

Preço

Expression 1.6 SCe

R$ 69.200

Dynamique 1.6 SCe

R$ 75.290

Renault Oroch

Versão

Preço

Expression 1.6 SC e

R$ 69.620

Dynamique 1.6 SCe

R$ 74.120

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.