Supercarro leiloado em prol das vítimas de terremoto na Itália torna-se o mais caro modelo do século vendido até agora

Última unidade da Ferrari LaFerrari fabricada, com número 500, vem com itens exclusivos
Divulgação
Última unidade da Ferrari LaFerrari fabricada, com número 500, vem com itens exclusivos

A última unidade do supercarro LaFerrari foi arrematado por US$ 7 milhões, valor que equivale a cerca de R$ 24 milhões numa conversão simples. Trata-se do maior maior pago por um carro do século XXI produzido e série. Todo valor será revertido em benefício das vítimas do forte terremoto que atingiu a Itália no final de agosto, quando 293 morreram por causa do abalo e 2.500 ficaram desabrigadas.  O supercarro número 500 vem com alguns itens exclusivos, como o filete branco no capô, uma pequena bandeira da Itália na frente e uma plaqueta no interior para marcar a edição especial.

LEIA MAIS: Ferrari 458 MM Speciale foi criada especialmente para um único cliente

No final de 2015 a Ferrari chegou a anunciar que a produção do superesportivo estava encerrada, já que as 499 unidades previstas já tinham sido fabricadas. Mas por causa do grave terremoto a marca italiana resolveu fabricar a unidade número 500 no início de setembro para ajudar as vítimas. Levou um tempo para o carro ser fabricado e apenas agora, três meses depois, a raridade foi a leilão e arrematada por preço recorde.

O valor arrecadado com a venda do superesportivo vai contribuir com a reconstrução dos locais mais afetados pelo abalo. De acordo com o comunicado oficial da Ferrari , a decisão de leiloar a última unidade da LaFerrari foi fruto de um acordo bilateral entre os governos da Itália e Alemanha na fábrica da Ferrari em Maranello (Itália).

LEIA MAIS:  Ferrari faz 70 anos com séries limitadas de cinco modelos

Como é o superesportivo

A LaFerrari é o mais recente supercarro fabricado pela marca italiana.  Vem com várias partes feirtas de  fibra de carbono, material leve e resiste bastante usado nos carros de  Fórmula 1 .  Assim como os monopostos da principal categoria do automobilismo mundial, o conjunto mecânico é híbrido e inclui motor V12 de 800 cv que funciona com outro elétrico, de 163 cv, somando 963 cv.

LEIA MAIS: Polícia encontra Ferrari de US$ 180 mil em desmanche na Argentina

Como não poderia deixar de ser, o desempenho é de tirar o fôlego: a aceleração  de 0 a 100 km/h é feita em menos de 3 segundos, com maxima de 350 km/h. Além disso, é possível sair de imobilidade até atingir 200 km/h em apenas 7 segundos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.