Basta seguir algumas orientações para não ser enganado durante negociação do seu carro novo. Confira detalhes sobre como deve proceder

Antes de comprar um carro vale a pena se informar sobre as armadilhas que você pode encontrar
Divulgação
Antes de comprar um carro vale a pena se informar sobre as armadilhas que você pode encontrar

Poder trocar de carro pode ser motivo de satisfação, mas exige uma série de cuidados para não ser enganado e perder um bom dinheiro na hora de negociar não apenas o preço do novo modelo, mas também o do seu usado que pode fazer parte da transação. Confira abaixo cinco truques dos quais você deve escapar para não ser enganado. 

LEIA MAIS: Cinco bons motivos para fugir do carro zero quilômetro

 1 – Pesquise preços e leve as cotações

 Com tantas informações disponíveis na internet hoje em dia é possível fazer uma cotação online não apenas do carro que você está procurando, mas também do seu usado que pode entrar como parte de pagamento na troca. Portanto, vale a pena pesquisar bastante até encontrar o melhor preço do novo modelo e não se esquecer de levar um comprovante que mostre o quanto seu seminovo vale.

Um dos sites que fornecem cotações de carros novos e usados é o da FIPE com o qual algumas lojas constumam se basear para chegar ao valor do usado na troca. Não se deixe enganar com argumentos como o de que seu carro não tem esse ou aquele equipamento específico do tipo “teto solar”, ou “câmera de ré”

Além disso, fique atento aos bônus e aos brindes oferecidos, já que podem não valer a pena. Tenha em mente que as lojas têm mais interesse de vender do que você de comprar. Portanto, saiba aproveitar o seu poder na hora da negociação.

2 – Tenha cuidado com “vantagens” extras

Desconfie de vantagens mirabolantes antes de fechar o negócio na loja de carros
Divulgação
Desconfie de vantagens mirabolantes antes de fechar o negócio na loja de carros

 É possível que, durante a negociação, sejam oferecidas “vantagens” como a garantia estendida, que envolve contratos com chances de serem incidiosos. De maneira geral, esse tipo de produto consegue ser encontrado em boas seguradoras por um custo bem mais baixo do que algumas lojas oferecem.

Além disso, prestações baixas podem ocultar altas taxas de juros. Portanto, fique atento ao custo final da compra, senão existe o risco de você pagar bem mais caro apenas por conta dos juros do financiamento que vierem a oferecer.

Outro ponto importante é ficar atento aos preços dos equipamentos opcionais. Alguns deles custam bem mais nas concessionárias do que em lojas de acessórios independentes. Basta fazer uma pesquisa para saber o quanto vale cada item que você está comprando.

LEIA MAIS: Conheça sete dicas para escolher um carro usado

3 -  Fique bem atento à documentação

Um dos pontos mais importantes a serem verificados é quanto à documentação. Se for comprar um carro seminovo, existe o sério risco de você comprar um carro ainda alienado, cujo financiamento ainda não foi quitado e, por isso ainda está no nome do banco que financiou a compra.

Há também a hipótese do carro ter sido roubado, ou outro tipo de situação illegal. Isso impede que a transferência seja feita no seu nome. Um indício de que esse tipo de problema esteja ocorrendo é o preço bem abaixo da tabela ou do valor médio que é cobrado por deternimado modelo.

Se cair nesse tipo de golpe, a questão geralmente é resolvida depois de muito estresse e com o pagamento de honorários de advogados que terão que intervir  para  solucionar o caso.

4 -  Carros diretos da fábrica

Existem quadrihas que agem oferecendo carros que vieram diretamente da fábrica com um bom desconto. Chegam a mostrar documentos falsos para convencer o comprador, mas exigem que, para esse tipo de compra, um valor seja diretamente transferido para uma conta bancária de um suposto funcionário de determinada fabricante.

Para não cair desse tipo de golpe, desconfie de preços muito baixos e do tipo de procedimento que lhe for imposto. Muitas vezes uma economia de R$ 5 mil, por exemplo, pode representar um prejuízo be maior. Portanto, é melhor não se arriscar com esse tipo de oferta. 

LEIA MAIS: o que pode fgazer seu carro usado valer menos na revenda

 5 – Exija sempre que você quer ver o carro

 Pode acontecer também do vendedor do carro dizer que o carro em que você está interessado está na oficina para algum reparo ou em outra cidade. Chega a mostrar fotos e argumentar que existem outras pessoas bem interessadas no carro, mas pode reservá-lo para você mediante pagamento.

 Para se previnir contra esse tipo de problema não faça nenhum pagamento e nem marque um lugar para levar altos valores “em espécie”. O procedimento correto é que você saiba exatamente qual é o veículo que você está comprando, com a documentação em ordem e com pagamento feito por transferência bancária no momento adequado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.