Comprar um dos SUVs compactos não significa ter espaço de sobra .Conheça os cinco modelos que têm os porta-malas mais apertados do Brasil

O que você espera um SUV? Espaço deve ser o primeiro item que vem em mente, não? Quem compra um veículo desses espera ter área útil o suficiente para poder viajar com a família sem apertos, tanto para os ocupantes quanto para a bagagem no porta-malas. Porém, em alguns casos, não é bem assim, pois alguns SUVs tem um bagageiro muito pequeno. Listamos os cinco SUVs compactos com os menores espaços para malas do mercado.

LEIA MAIS: Conheça 5 SUVs flex, mais econômicos do Brasil, de acordo com o Inmetro

O critério é bem simples: Entram apenas os SUVs compactos, deixando modelos aventureiros de lado (afinal, são hatches com roupagem de off-road). O volume considerado para quatro dos cinco modelos da lista é o declarado pela fabricante, em litros. Há uma exceção em que usamos o dado obtido por diversos proprietários, pois a marca declara um valor acima por considerar o espaço até o teto – o que é proibido por lei no Brasil, pois obstrui a visão do motorista pelo retrovisor.

1º - Jeep Renegade (273 litros)

Entre os SUVs compactos, o Jeep Renegade tem o menor porta-malas, de 273 litros, espaço comparável ao de um hatchback pequeno.
Divulgação/Fiat-Chrysler
Entre os SUVs compactos, o Jeep Renegade tem o menor porta-malas, de 273 litros, espaço comparável ao de um hatchback pequeno.

Pois é, o Jeep Renegade, um dos queridinhos dos SUVs compactos, é o que tem o menor porta-malas do mercado, com capacidade para apenas 273 litros. Quer ver o quão pequeno ele é? O valor declarado pela Fiat para o Uno é de 280 litros, mais do que no Renegade que custa mais que o dobro. Uma das causas é o foco da marca em oferecer um bom espaço para os ocupantes. No entanto, para isso, tiveram que cortar o espaço das bagagens.

LEIA MAIS:  Saiba quais são os 5 SUVs mais em conta vendidos atualmente no Brasil

2º - Chevrolet Tracker (306 litros)

Mesmo a renovação do Chevrolet Tracker não resolveu o problema do porta-malas, que segue com 306 litros de capacidade.
Divulgação/General Motors
Mesmo a renovação do Chevrolet Tracker não resolveu o problema do porta-malas, que segue com 306 litros de capacidade.

Renovado durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro de 2016, o Chevrolet Tracker não pode resolver o seu problema crônico de espaço no porta-malas. Como mudou apenas de visual, a GM não tinha como mexer na plataforma para aumentar o espaço de bagagens de 306 litros. Isso é pouco mais do que os 290 litros do hatch médio Cruze Sport6 tem disponível até a divisória.

3º - Hyundai Tucson (325 litros)

A Hyundai diz que o antigo Tucson tem 644 litros de capacidade, só esqueceram de dizer que isso é com carga até o teto. A medida real é de 325 litros.
Divulgação/Hyundai
A Hyundai diz que o antigo Tucson tem 644 litros de capacidade, só esqueceram de dizer que isso é com carga até o teto. A medida real é de 325 litros.

Logo acima explicamos que havia uma exceção na lista em que não usamos o valor de fábrica. Na ficha técnica oficial, o velho Tucson produzido pela Caoa em Anápólis (GO) tem 644 litros, mais do que qualquer utilitário compacto no Brasil. Isso porque esse volume é uma conversão direta do que é declarado na Coreia do Sul e EUA, onde é permitido usar o espaço até o teto. Como a regra no Brasil impede isso, usamos os 325 litros declarados por vários proprietários que mediram o espaço do porta-malas da maneira correta.

4º - Peugeot 2008 (355 litros)

Por usar a mesma plataforma PF1 que o hatch 208, o Peugeot 2008 não pode crescer muito em espaço interno, contando com apenas 355 litros de porta-malas.
Divulgação/Peugeot
Por usar a mesma plataforma PF1 que o hatch 208, o Peugeot 2008 não pode crescer muito em espaço interno, contando com apenas 355 litros de porta-malas.

Fabricado sobre a mesma plataforma do hatch 208, o Peugeot 2008 impressiona por sua dinâmica parecida com a do compacto. O lado ruim de usar a mesma base é o limite do quanto ela pode ser esticada. No caso do 2008, ganhou um pouco mais de espaço no porta-malas em comparação ao 208, saltando de 285 litros para 355 litros. É uma boa diferença entre os dois, mas ainda tem pouco espaço em comparação com os concorrentes.

LEIA MAIS:  Veja 5 SUVs seminovos para levar até 7 ocupantes a bordo

5º - Ford EcoSport (362 litros)

O Ford EcoSport é o que chega mais perto da média de 400 litros de capacidade do porta-malas, mas ainda fica um pouco longe, com 362 litros.
Divulgação/Ford
O Ford EcoSport é o que chega mais perto da média de 400 litros de capacidade do porta-malas, mas ainda fica um pouco longe, com 362 litros.

O antigo líder do segmento ficou para trás em vários quesitos quando comparado com os concorrentes. Um desses motivos é o porta-malas de 362 litros, abaixo da média de 400 litros dos rivais, como Honda HR-V (437 l) e Renault Duster (475 l). E poderia ser pior, caso o estepe estivesse posicionado embaixo do assoalho do porta-malas, ao invés de ficar pendurado no porta-malas.

Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.