No Twitter, Fiat confirma estreia de versão sedã do Argo na Argentina. Saiba mais informações sobre o sedã do Fiat Argo e veja como ele deve ficar

Projeção da versão sedã do Fiat Argo, por enquanto conhecido como X6S. A traseira é baseada no Tipo europeu.
Reprodução/Jonathan Machado
Projeção da versão sedã do Fiat Argo, por enquanto conhecido como X6S. A traseira é baseada no Tipo europeu.

Com a apresentação do Argo marcada para o final do mês, a Fiat já começa a se mover para divulgar sua versão sedã, por enquanto conhecida como X6S (o código do projeto). A marca confirmou pelo Twitter que irá apresentar um sedã no Salão de Buenos Aires (Argentina), que acontece entre os dias 8 e 20 de junho. Apesar da estreia no evento, o modelo só deve chegar às concessionárias em 2018.

LEIA MAIS: Fiat revela primeiras imagens oficiais do Argo. Confira mais detalhes

A apresentação tão distante do lançamento tem um bom motivo. O sedã do Argo será produzido na fábrica da Fiat em Córdoba. Então, a marca precisa aproveitar o principalmente evento da Argentina para mostrar o carro que será feito justamente naquele país. É possível que mostrem uma versão “conceitual” do sedã, para manter alguma novidade e ter uma forma de fazê-lo voltar à mídia quando revelarem o modelo pronto para venda.

Já sabíamos que o Argo teria um visual baseado no Tipo europeu, mas o caso do sedã ainda gera dúvida. A Fiat pode usar o mesmo estilo da traseira do hatchback, com lanternas mais arredondadas e que invadem o porta-malas. Ou, como fizeram com o compacto, pode adotar o desenho do Tipo sedã, que usa outro design para as luzes traseiras, em um formato de C e que tem um pequeno pedaço na tampa do porta-malas, colada no detalhe cromado. A projeção acima, feita por Jonathan Machado do CARWP, aposta na segunda opção.

LEIA MAIS: Novo Fiat Argo sofre grave acidente em Minas Gerais, antes do lançamento

Tchau, Linea

Tudo indica que o plano da Fiat para o Argo e sua versão sedã é oferecê-los como modelos premium para Palio e Grand Siena. Isso fará com que, naturalmente, comece a canibalizar as versões mais caras de seus antecessores. Além disso, por sua estratégia de ter mais espaço do que a concorrência, o hatch entra no lugar de Punto e Bravo, enquanto o sedã acaba de vez com o Linea – que já deixou de ser produzido.

Será oferecido com duas motorizações. A versão básica terá o 1.3 Firefly, de 101 cv e 14,2 kgfm de torque, que pode ser combinado ao câmbio manual de cinco marchas ou o automatizado GSR, também de cinco velocidades. A opção topo de linha será o 1.8 E.torQ EVO, de 139 cv e 19,3 kgfm, com caixa manual de cinco marchas, ou automática de seis . O Argo hatchback terá também o 1.0 Firefly, de 77 cv e 10,9 kgfm, que deve ficar de fora do sedã.

LEIA MAIS:  Fiat adia projeto projeto da nova geração da picape Strada, que terá renovação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.