Tamanho do texto

Subcompactos de Renault e Fiat vendem bem mais que o Volkswagen, mas o Up! tem mais atributos e qualidades que ambos

Renault Kwid e Fiat Mobi dominam o segmento pelo ranking de vendas. Mas o VW Up! tem mais atributos que ambos
Caue Lira/iG
Renault Kwid e Fiat Mobi dominam o segmento pelo ranking de vendas. Mas o VW Up! tem mais atributos que ambos

Nem tudo é justo abaixo do sol, e o relatório mensal da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos) comprova isso. No segmento de subcompactos, o Renault Kwid é a bola da vez. O modelo da marca francesa teve 6.454 unidades vendidas no mês passado. Em seguida, surge o Mobi, com suas 4.335 negociadas em março.

LEIA MAIS: A partir de R$ 58.990! Saiba quais são os SUVs mais baratos do Brasil

Mas vamos ao que realmente chama atenção no relatório:  as vendas modestas do  VW Up! . O subcompacto da marca alemã emplacou apenas 1.551 unidades em março, ficando bem abaixo dos dois modelos mais vendidos do País. Em defesa do Up!, que já se mostrou um dos carros mais competentes de sua faixa de preço, listamos cinco motivos para abandonar a ideia de comprar Kwid e Mobi e apostar no hatch da Volkswagen.

1- Segurança

VW Up! durante o Latin NCAP, que classificou o modelo com cinco estrelas para adultos e quatro para crianças
Divulgação
VW Up! durante o Latin NCAP, que classificou o modelo com cinco estrelas para adultos e quatro para crianças

O Mobi foi mau avaliado pelos testes do Latin NCAP. Recebeu apenas uma estrela na avaliação de colisão frontal e lateral para adultos, e duas para a segurança de crianças. Melhor mesmo é o desempenho do Kwid, que ainda traz algumas diferenças em relação ao modelo indiano. O subcompacto foi avaliado em três estrelas para a proteção de adultos e de crianças.

Não tem jeito, o Up! é quem domina o segmento quando o quesito é segurança. Desde 2014, o hatch da Volkswagen garante suas cinco estrelas para a proteção de adultos e quatro estrelas para crianças. Quem se importa com a segurança da família não pensa duas vezes antes de comprar o Up!

LEIA MAIS: Renault Kwid enfrenta Fiat Mobi, mas não tem vida fácil

Até mesmo no quesito estabilidade, o Up! se mostra um carro muito superior aos dois rivais. Leve e com estrutura rígida que ajuda no bom funcionamento da suspensão, o carro passa segurança para o motorista mesmo em velocidades elevadas. Como comprovamos em nossa avaliação do Renault Kwid, o hatch feito em São José dos Pinhais (PR) sofre com ventos laterais na rodovia.

2 - Dirigibilidade

O Up! também se destaca por sua ótima posição de dirigir, engates precisos e isolamento acústico
Divulgação
O Up! também se destaca por sua ótima posição de dirigir, engates precisos e isolamento acústico

A versão TSI do Up! dá um verdadeiro show quando o assunto é desempenho, mas o 1.0 aspirado, de três cilindros, que equipa a versão básica, não fica atrás na hora de garantir uma condução confortável e tranquila. A ótima trambulação do compacto da Volkswagen chega a ser mais macia até que carros de segmentos superiores, como o Argo.

O Mobi lembra muito o Uno em sua essência primordial.  Falta precisão nos engates do câmbio manual de cinco marchas e a versão mais simples do Moboi ainda vem com o defasado motor Fire Evo, de quatro cilindros, que chegou a equipar o Palio. Além disso, o isolamento acústico do Fiat também fica devendo.

Destacamos o bom raio de giro do Kwid, que facilita as manobras mais complicadas. Apesar de sua trambulação ser melhor até que o irmão maior, o Sandero, o Kwid continua sendo inferior ao Up! nesse sentido, além de mostrar acabamento bem simples a ponto de ser espartano. Também falta espaço ao modelo da Renault, tanto para os ocupantes quanto no porta-malas. 

3 - Motor

Kwid aposta num motor 1.0 SCe simplificado, Mobi apresenta o antiquado 1.0 Fire. Acima, o motor 1.0 do VW Up!
Divulgação
Kwid aposta num motor 1.0 SCe simplificado, Mobi apresenta o antiquado 1.0 Fire. Acima, o motor 1.0 do VW Up!

Antes de entender toda a tecnologia integrada ao motor três cilindros do Up! - que garante sua superioridade - precisamos colocar uma luz sobre o que foi feito na dupla que vende bem mais. Vamos começar pelo Kwid! Na teoria, ele leva o mesmo motor 1.0 SCe da família Sandero/Logan. Mas como a proposta da Renault é de vender um carro de baixo-custo, algumas adaptações precisaram ser feitas. A unidade foi simplificada, perdendo o comando de válvulas variável para ficar mais simples e, consequentemente, mais em conta.

A versão mais simples do Mobi tem o motor mais defasado entre os três subcompactos. É o mesmo 1.0 Fire que equipou Palio e Uno por tanto tempo. Apenas algumas alterações foram consideradas pelo time de engenharia da Fiat, elevando sua potência para 75 cv de potência. 

O motor 1.0 três cilindros do Up! não é um dos mais modernos e eficientes da categoria. Além de duplo comando com variador de fase é feito com materiais leves e resistentes que garantem o máximo de desempenho com o mínimo de consumo. Gera 82 cv e bons 10,4 kgfm de torque a 3.000 rpm. 

4 - Desempenho

Volkswagen Up! tem conjunto bem acertado e eficiente, inclusive nas versões mais em conta, com motor aspirado
Divulgação
Volkswagen Up! tem conjunto bem acertado e eficiente, inclusive nas versões mais em conta, com motor aspirado

Agora você entendeu que o motor do Up! é bem mais tecnológico que os outros dois. E isso contribui para um desempenho superior. Mesmo com aspiração natural, o motor 1.0 do VW consegue levá-lo de 0 a 100 km/h em 12,4 segundos  Nessa configuração, o compacto acelera de 0 a 100 km/h em 12,4 segundos, antes dos 13,4 s do Mobi mais em conta, de 75 cv e 9,9 kgfm a 3.850 rpm.

LEIA MAIS: Os 5 carros campeões de 2018. Mas será que esse ranking é justo?

 O Kwid, por sua vez, entrega 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm a 4.250, acelerando de 0 a 100 km/h em 14,7 segundos. Apesar de ser o mais lento, o Kwid ainda bebe menos combustível que o Up!, mesmo que os números não sejam suficientes para você sentir a diferença no bolso. Conforme os números do Inmetro, o Renault faz 14,9 km/l de gasolina na cidade e 15,6 km/l na estrada, ante 14,2 km/l e 15,3 km/l do Up! e 12,7 km/l e 14,7 km/l do Mobi, respectivamente. 

5 - Custo-benefício

Após os quatro tópicos anteriores, restam dúvidas de que o VW Up! está sendo injustiçado pelos brasileiros?
Divulgação
Após os quatro tópicos anteriores, restam dúvidas de que o VW Up! está sendo injustiçado pelos brasileiros?

O preço nem chega a ser um fator que justifica muito a escolha. O Mobi parte de R$ 34.950, enquanto o Kwid parte de R$ 30.990 e o Up! fica na casa dos R$ 38.740. Ou seja, são carros que ocupam a mesma faixa de preço, entre R$ 30 e R$ 40 mil.

Como você viu ao longo da lista, o VW Up! é mais confortável, tecnológico, seguro e tem o melhor custo-benefício em relação aos dois rivais. O fato de ser R$ 8 mil mais caro que o Kwid e R$ 4 mil mais caro que o Mobi é apenas um detalhe, julgando tudo que o subcompacto da VW tem a entregar. Faça a sua escolha. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.