Range Rover Evoque, o transgressor

Novo LR é bonito, avançado tecnologicamente, luxuoso e capaz de subir paredes

Thiago Vinholes | 17/12/2011 09:05

Land Rover Range Rover Evoque 2011 Dynamic Tech 2.0 16V gasolina 2p automático seq. integral

Dados técnicos
Preço
R$ 236.900
Capacidade
4 passageiros
Velocidade máxima
217 km/h
0 a 100 km/h
7,6 s
Consumo urbano
8,4 km/l
Potência
240 cv
Torque
34,6 kgfm
Porta-malas
575 litros
Veja ficha técnica completa

A Land Rover falou muito sério quando disse que o conceito LRX resultaria em um veículo diferente, para não dizer transgressor. Isso lá em 2008. Transformado em realidade, o Evoque não veio ao mundo para ser mais um SUV da tradicional fabricante inglesa. Ele chegou para ser referência, mostrando um novo caminho a ser seguido em um ramo ultimamente tão repetitivo. E não falamos apenas da trilha de lama e toda esburacada.

Meio SUV, meio crossover, o termo para o “jipe urbano”, o novo veículo da LR é tão diferente a ponto de não ter concorrentes diretos. Pense: qual outro veículo desta classe oferece opção de carroceria duas portas ou um vasto leque de elementos de personalização? Nenhum! Por ser um Range Rover, ele é como um Porsche Cayenne ou então uma Ferrari 458 Italia (guardadas as proporções), já que pode ser configurado da forma que o cliente preferir.

Está de brincadeira, não é LR?

O Evoque é um daqueles carros que os entusiastas exaltam com elogios exacerbados acompanhados de palavrões impublicáveis. Para “piorar”, o pessoal da Land Rover ainda nos cedeu o veículo na versão Dynamic Tech, a topo de linha da parada e na insólita configuração duas portas. É inevitável não soltar um xingamento de emoção ao vê-lo.

Nota-se que o design do carro foi muito bem trabalhado para torná-lo especial sob todos os ângulos. Os faróis, por exemplo, são finos e a disposição dos LEDs lembra o formato de um olho. Isso de imediato já cria uma identidade para o Evoque, como os “angels eyes” da BMW ou a moldura de diodos luminosos dos carros da Audi.

Quando escurece é só girar o botão da alavanca satélite e ativar os canhões de xenônio, um de cada lado. E os “features” do conjunto óptico vão além disso. Ao virar o volante para qualquer um dos lados, uma segunda luz (novamente em cada farol) acende e amplia o ângulo de iluminação em curvas. Já se uma das setas é ligada a intensidade da luz do farol é reduzida, destacando mais o sinal para alteração de faixa ou outra mudança de percurso.

A traseira é digna de carro conceitual, totalmente inusitada. Embora as saídas de escapes quadradas sejam falsas (o escapamento comum está atrás do “adorno”), o desenho é realmente caprichado. As lanternas, novamente com LEDs, seguem o desenho afunilado dos faróis na frente. Outra parte que também chama atenção é o vidro traseiro com tamanho bastante reduzido em relação aos SUVs “caretas”. As rodas aro 20” também merecem um elogio com palavrão. São aro 20” e calçadas em pneus para uso misto. &+%#$?*!

Pacote tecnológico

O Evoque também traz o primeiro indício de downsizing (a onda da diminuição dos motores sem perder desempenho) da LR ao utilizar o motor 2.0 Turbo com injeção direta de 240 cv e torque máximo de 34,6 kgfm, disponível a partir de 1.750 rpm. Os valores podem até parecer altos, mas não são o suficiente para fazer deste veículo um “carro de fuga”. Ele apenas anda bem, afinal de contas é pesado: marca 1.640 kg (vazio), alcançando uma relação peso/potência de 6,8 kg/cv.

Segundo a montadora, o Evoque vai do 0 aos 100 km/h em 7,6 segundos e pode atingir a velocidade máxima de 217 km/h. É um desempenho, digamos, razoável. O mesmo vale para o consumo de gasolina, cuja média é de 11,4 km/l (no tanque cabem 70 litros).

Se o motor não é lá tão instigante o câmbio impressiona pela suavidade e rapidez nas trocas de marcha, sugerindo até a presença de um sistema com dupla embreagem. Mas essa proeza a fabricante ainda não alcançou, por isso o Evoque possui transmissão automática comum, com conversor de torque, de 6 velocidades e comando seqüencial apenas no volante, já que a alavanca tradicional foi substituída por um botão giratório, como nos carros da Jaguar.

O Evoque Dynamic Tech ainda traz sistema de áudio Meridian (coisa fina) com reprodutor de CD, pendrive e iPod e ainda conta com Bluetooth para celular com função streaming, que toca as músicas do telefone sem precisar conectá-lo ao veículo. O pacote ainda inclui televisão, GPS e uma interessante função que divide a imagem da tela, mas de forma que motorista e passageiro vejam imagens totalmente diferentes no mesmo monitor. É possível acessar o navegador e a TV simultaneamente, por exemplo.

Outro destaque do novo Range Rover são as 5 câmeras distribuídas ao redor do veículo, o que proporciona uma visão de 360° no monitor central. Essa função é de grande ajuda na hora de estacionar ou então durante um trecho off-road mais apertado, permitindo enxergar com maior clareza possíveis obstáculos que possam entrar no caminho do Evoque. Ele também conta com Park Assist, que estaciona o veículo sozinho em vagas paralelas.

Mas é claro que sempre falta algo. Apesar da boa quantidade de itens modernos presentes, o veículo peca ao não trazer recursos como o freio de estacionamento com função “Auto-Hold”, ideal para rodar com carros automáticos na cidade, ou até um sistema Stop/Start, que desliga o motor em paradas curtas para economizar combustível. Quem sabe mais adiante.

Para a terra e avante!

Já faz tempo que a Land Rover trocou as antigas caixas de redução por uma avançada transmissão com tração 4x4 controlada por uma porção de sistemas, que vão desde os freios ABS ao controle de estabilidade e inclinação de carroceria. O nome dessa “pecinha” é Terrain Response. É lá que mora todo o segredo para a capacidade off-road do Evoque, que não chega a ser de ponta como a de seus irmão mais chiques e parrudos, mas dá para o gasto, afinal de contas trata-se de um Land Rover.

O equipamento possui diferentes modos de configuração, que ajustam o veículo para encarar com maior desenvoltura variados tipos de piso, como lama ou cascalho. Toda operação é feita por meio de botões no console. Há ainda o modo Sport, que desabilita boa parte dos controles de segurança, deixando o Evoque mais “solto”. Quando esse set-up é acionado o painel de instrumentos fica vermelho, um detalhe visual um tanto instigante.

Evoque para todos os gostos

O Evoque Dynamic Tech é o mais caro da linha com valor fixado em R$ 236.900. Mas é possível ter esse mesmo veículo por um preço mais baixo e com itens de menos. A versão Pure 4 portas, de entrada, começa em interessantes R$ 164.900, ao passo que a versão Prestige (focada em luxo e conforto) parte de R$ 182.000. Há também uma versão Dynamic mais em conta, por R$ 184.000, mas sem boa parte da “parafernália” do Tech.

Esse é o tipo de produto que os concorrentes não vão deixar barato. É apenas uma questão de tempo até surgir um “anti-Evoque” de alguma marca premium. Enquanto isso não acontece a LR vai ganhando mais terreno no ramo que acabou de inventar, o que aumenta ainda mais o sentimento de exclusividade.

  • Veredicto

    8

    Ter o mais descolado dos Land Rover é uma posse e tanto. Além do mais, o Evoque em suas diversas versões são uma extensão da personalidade de seus proprietários, um consumidor antenado.

  • Prazer ao dirigir

    8

    Embora não seja tão potente, o Evoque é agradável de guiar devido as respostas diretas do volante e a rapidez e obediência aos comandos manuais do câmbio automático.

  • Ergonomia

    8

    Todas as funções do Evoque - e não são poucas - estão a um toque do motorista, que pouco se move para acioná-las. O volante possui comandos de som, cruise control e telefonia.

  • Conforto para o motorista

    8

    O Evoque facilita a vida do motorista ao vir com câmeras ao redor de todo veículo e o sistema Park Assist, que estaciona o veículo sozinho em vagas paralelas.

  • Conforto para os passageiros

    6

    Por ter apenas duas portas, o acesso aos bancos traseiros (apenas dois) exige certo contorcionismo dos passageiros antes de se acomodar no assento.

  • Praticidade

    7

    Apesar de grande, o Evoque é dócil de conduzir e traz recursos práticos como o porta-malas com abertura e fechamento automáticos e o GPS com ótima orientação.

  • Versatilidade

    7

    Trata-se de um carro bem adaptado à cidade mas que também possui desenvoltura para enfrentar todo tipo de terreno.

  • Diversão

    9

    As capacidade do Evoque pedem um passeio ou então uma longa viagem por estradas difíceis. O som da Meridian também é um item de tirar o fôlego.

  • Visual

    9

    O Evoque pouco mudou na passagem do modelo conceitual para a série de produção, algo raro na indústria, que na maioria das vezes altera bastante o carro antes de lançá-lo.

  • Tecnologia

    9

    O modelo traz um pacote tecnológico bastante variado e completo, com funções de entretenimento e praticidade avançadas. Tem também o motor turbo com injeção direta e o Terrain Response.

  • Status

    9

    O Evoque chegou para ser referência no ramo, por isso chama tanta atenção e dá o que falar. Essa exclusividade é justamente uns dos atributos de vendas do veículo.

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - março de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Strada 13.017
Fiat Palio 12.872
Volkswagen Gol 12.545
Chevrolet Onix 12.244
Fiat Uno 10.275
Ford Fiesta 9.045
Hyundai HB20 8.312
Fiat Siena 7.716
Volkswagen Fox 6.264
10º Renault Sandero 6.006
Veja ranking completo

© Copyright 2000-2013, Internet Group - Portais: iG e iBest

Topo