Os carros ecológicos à venda no Brasil

Conheça os modelos elétricos e híbridos que já estão sendo vendidos no Brasil e os que estão a caminho

Ricardo Meier, Thiago Vinholes e Karina Simões | 22/2/2013 11:50

Toyota Prius

A cena de um automóvel plugado na tomada, seja na garagem ou mesmo no posto, ainda não virou realidade no Brasil e deve demorar um bom tempo para isso. Nosso país, infelizmente, está atrasado no que diz respeito aos carros “ecológicos”, que usam sistemas híbridos ou motores puramente elétricos. Além de não existir legislação específica para eles (para se ter ideia, carros elétricos pagam o mesmo imposto que um esportivo), todas as esferas de governo ainda estão longe de decidir se oferecerão algum tipo de incentivo para o uso deles, sobretudo nas grandes cidades.

O máximo que ocorre hoje é ver táxis elétricos e híbridos rodando em São Paulo e Rio de Janeiro como forma de demonstrar a tecnologia. Mas, aos poucos, o cenário começa a mudar. Já há um bom número de modelos desse tipo à venda no país, claro, que com preços exorbitantes que limitam possíveis interessados.

Os carros ecológicos não são apenas interessantes pelo aspecto ambiental. O consumo de combustível deles é outro atrativo a ponto de serem bem mais econômicos que os chamados populares nacionais. Além disso, os veículos 100% elétricos têm bem menos peças e exigem menos manutenção. Ou seja, sonho de consumo para qualquer um.

A esperança para os brasileiros é que o governo federal já reconheceu que o assunto será abordado ainda em 2013 e pode entrar numa segunda fase do programa Inovar-Auto, que determina as regras para a venda de automóveis no Brasil. A ideia é que esses ecológicos sejam produzidos aqui, algo um tanto complexo, porém, necessário para viabilizar esse mercado.

Enquanto isso não acontece, veja os modelos que já são vendidos no Brasil e alguns que estão por vir:

Toyota Prius

O Prius é o automóvel híbrido mais famoso e também mais vendido no mundo. Foi o pioneiro da categoria e se tornou um veículo ideal para famílias, com bom espaço interno para até cinco ocupantes e um porta-malas com capacidade para 445 litros. Atualmente na terceira geração, o carro verde da Toyota é referência em eficiência, sendo capaz de percorrer em média 25,5 km por litro de gasolina e seu tanque de combustível para 40 litros rende uma autonomia superior a 1.000 km.

O segredo da eficiência do carro verde da Toyota vem da combinação do motor 1.8 16V de 98 cv a gasolina a outro elétrico com mais 80 cv alimentado por baterias de níquel-cádmio. O conjunto, controlado por uma transmissão CVT, pode operar de forma combinada ou com cada fonte isolada, permitindo ao veículo rodar sem emitir CO2. O preço do Prius no Brasil, porém, ainda é assustador: R$ 120.830.

Mitsubishi i-MiEV

Outro carro japonês amigo do meio ambiente que também pode ser adquirido no Brasil é o Mitsubishi i-MiEV. Este, porém, diferente do Toyota Prius, é totalmente elétrico. O modelo possui um motor que gera o equivalente a 66 cv, o suficiente para levá-lo a velocidade máxima de 130 km/h. Já o conjunto de baterias (de íon de lítio) proporciona ao modelo um alcance de até 150 km e, para recarregá-las, basta conectar o veículo a rede elétrica; o processo de recarga completa pode levar até 6 horas ou 30 minutos utilizando uma estação de abastecimento rápido.

Um tanto compacto, com apenas 4,38 metros de comprimento, o i-MiEV, no entanto, tem preço de carro grande e de luxo no mercado nacional: custa mais de R$ 200 mil. O carrinho da Mitsubishi, por outro lado, é o único automóvel totalmente elétrico disponível para compra no Brasil. A marca afirma já ter vendido sete unidades.

Ford Fusion Hybrid

Com lançamento no mercado nacional previsto para março, a nova geração do Ford Fusion Hybrid será a única opção de sedã executivo com motorização híbrida no Brasil. O modelo renovado evoluiu na parte mecânica ao ganhar um motor 2.0 (o anterior era 2.5) a gasolina de 141 cv combinado a outro elétrico com mais 118 cv. Como o Prius, o modelo americano também roda somente na gasolina ou no modo elétrico, poupando boas doses de combustível. Segundo a marca, o consume médio do carro é de 19,3 km/l.

A montadora ainda não definiu o preço do carro para o mercado nacional, mas é certo que a cifra deve superar a faixa dos R$ 100 mil – o modelo anterior custava R$ 133.900.

Mercedes-Benz S 400 Hybrid

O primeiro carro híbrido à venda no Brasil, quem diria, foi um modelo de altíssimo luxo. Lançado no País em 2009, o Mercedes-Benz S 400 Hybrid é um dos modelos mais eficientes da categoria alternativa, podendo rodar mais de 2.000 km sem precisar reabastecer. O sedã alemão combina o motor 3.5 V6 de 279 cv a outro elétrico com mais 20 cv, que pode atuar de forma isolada ou junto do bloco a combustão.

Vendido somente sob encomenda, o S 400 Hybrid pode custar até R$ 600 mil dependendo da configuração de acabamento escolhida pelo comprador.

BMW Active Hybrid 3

Este modelo é para os que querem um híbrido, sem deixar a potência de lado. Além do motor elétrico de 40 cv, há sob o capô um 3.0 biturbo seis cilindros de 300 cv. Pode-se dizer que o modelo é um 335i híbrido, já que ambos utilizam a mesma motorização a combustão. Segundo a BMW, o consumo médio do ActiveHybrid 3 é de 16,9 km/litro. Caso acabe a gasolina, a carga das baterias garantem apenas 4 km de autonomia com a velocidade máxima de 70 km/h. Para ter um desses na garagem o consumidor vai ter que esperar até maio, data que o veículo deve chegar às concessionárias da marca. O preço ainda não foi divulgado.

A BMW oferecia o Série 7 ActiveHybrid, no entanto, o modelo parou de ser comercializado por aqui para abrir caminho para a o híbrido Série 3.

Porsche Cayenne S Hybrid

Este modelo combina um motor 3.0 V6 supercharger de 333 cv com um elétrico de 47 cv e é o primeiro Porsche híbrido de série. Segundo a marca alemã, os 380 cv levam este SUV de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos. Os dois motores podem ser acionados em conjunto ou separadamente. Em situações em que não haja necessidade de grandes acelerações, apenas o propulsor elétrico é acionado, alcançando até 60 km/h. A velocidade máxima é de 242 km/h e o consumo médio divulgado é de 12,1 km/ litro. 

O modelo ainda não está disponível para venda, uma vez que a Porsche está aguardando um posicionamento do governo em relação à política de impostos para os veículos híbridos no Brasil. Sabe-se que o Cayenne “verde” virá, no entanto, não foi divulgado quando nem por quanto será vendido.

Porsche Panamera S Hybrid

O modelo mais ecológico do Panamera promete performance semelhante à da versão com motor V8, porém mais econômico. O conjunto mecânico é o mesmo que equipa o Cayenne híbrido, mas ao contrário do utilitário, o Panamera S Hybrid envia a tração unicamente para as rodas traseiras. Por dispensar a tração integral, geralmente mais pesada, o cupê híbrido tem melhor desempenho. Acelera de zero a 100 km/h em apenas 6 segundos e tem velocidade máxima de 270 km/h. O primeiro exemplar deste modelo acabou de chegar ao Brasil e está disponível para pronta entrega por R$ 559.000, conforme afirmou ao iG um concessionário da marca. 

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - novembro de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Palio 15.399
Chevrolet Onix 14.484
Volkswagen Gol 12.024
Fiat Strada 11.435
Ford Ka 10.748
Hyundai HB20 10.688
Fiat Uno 10.473
Volkswagen Saveiro 8.643
Renault Sandero 8.309
10º Chevrolet Prisma 7.657
Veja ranking completo