A pequena esportiva Yamaha R3 atrai aqueles que curtem um visual de pista

A bela Yamaha R3 oferece ao piloto os prazeres da esportividade com relativo conforto
Divulgação
A bela Yamaha R3 oferece ao piloto os prazeres da esportividade com relativo conforto

Aproveitando o embalo das pequenas esportivas, seria injusto elogiar apenas a Kawa 300, que me surpreendeu na avaliação da última semana na versão naked, a Z300, sem destacar também as qualidades da sua maior rival, a Yamaha R3 (que também tem sua versão naked, a MT-03).

LEIA MAIS:  Kawasaki Z300 é uma superbike em escala. Confira a avaliação

 A Yamaha YZF-R3 é legítima representante da categoria das esportivas, criada para ser um degrau para a tão desejada quadricilíndrica R6. A R3 tem motor de dois cilindros de 320,6 cm 3 , com potência de 42 cv, 3 cv a mais que sua rival Ninjinha e, da mesma forma, ávido por altas rotações. Com a faixa vermelha do conta-giros começando às 12.500 rpm, esse motorzinho refrigerado a água de duplo comando e quatro válvulas por cilindro só mostra seu potencial mantendo-o próximo disso. Em regimes “caretas”, é possível rodar tranquilamente, afinal, poucos têm disposição para circular em áreas urbanas sempre torcendo todo o cabo.

LEIA MAIS: Honda lança a esportiva CBR 500 R a partir de R$ 29 mil

 Para uma esportiva, a Yamaha R3 até que não é radical na posição de pilotagem, oferecendo bom conforto ao piloto. Já o garupa não pode dizer o mesmo, apesar de que este também não seja de todo ruim. Bem, uma miniesportiva deve ser mesmo para uso individual, certo? No cotidiano urbano ela vai bem, apenas às vezes enroscando os largos retrovisores fixados na carenagem.

LEIA MAIS:  Triumph Thruxton R mostra que é uma verdadeira Café Racer

 A Yamaha YZF-R3 está disponível em duas versões, com e sem freios ABS, custando, respectivamente, R$ 20.790 e R$ 22.890. Realmente uma boa briga com a Ninjinha, na hora de escolher sua miniesportiva.

Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.