A fama que a pequena naked esportiva Yamaha MT-03 conquistou é mais do que merecida

A Yamaha MT-03 usando toda sua esportividade no circuito travado do Haras Tuiuti
Divulgação/Yamaha
A Yamaha MT-03 usando toda sua esportividade no circuito travado do Haras Tuiuti

Poucas motocicletas de grande produção, principalmente de média a baixa cilindrada, podem ser descritas como “unanimidade”, em relação à opiniões dos entendidos no assunto. A Yamaha MT-03 é uma delas. O preconceito quanto à cilindrada pode até existir, uma vez que é comum achar que moto boa é moto de muita potência, motor grande, mas basta experimentar a MT-03, da forma como ele deve ser pilotada, para mudar imediatamente a forma de pensar.

LEIA MAIS: Yamaha MT-09, duas versões para quem gosta de adrenalina

A Yamaha MT-03 é uma naked ao estilo atual, com farol trapezoidal em posição de ataque, conjunto ótico traseiro “pendurado” e uma enorme disposição para a diversão. Sua semelhança mecânica e dinâmica com a esportiva YZF-R3 não é por acaso, a idéia era realmente oferecer a máxima esportividade para uma naked.Alem da carenagem, a maior diferença está no guidão único, montado sobre a mesa superior, já que todos os outros elementos mecânicos são idênticos aos da R3. Só isso já torna a posição de pilotagem da MT-03 bem mais confortável.

Quanto ao motor, a MT-03 pode enganar os desavisados. A potência de 42 cv desse bicilíndrico refrigerado a água e cilindrada exata de 320,6 cm3 é suficiente para uma excelente tocada esportiva, só que para isso é necessário levar a rotação para muito alem das 10.000 rpm. A faixa vermelha do contagiros começa nas 12.000 rpm, mas o motor corta a 11.000 rpm.. Ou seja, pilotagem realmente esportiva. O mesmo acontece com o torque, que tem um máximo de 3 kgfm: bom torque, mas lá nas 9.000 rpm. Em baixas rotações, para uso na cidade, ele é chochinho mesmo, e pode chegar a desestimular os mais afoitos. Nesse caso, as monocilíndricas como a Yamaha Fazer 250 se prestam melhor, porém com o óbvio limite de potência em maiores rotações.

LEIA MAIS: Yamaha Factor 150 passa a contar com freios UBS por R$ 8.890

Divertida e econômica

Para chegar a todas essas conclusões rodei com a Yamaha MT-03 durante quase um mês, na cidade, na estrada e na pista. Claro que não precisei desse tempo todo pra conhecer a moto, é que estava difícil me livrar dela. Além de divertida e muito esportiva, ela é econômica e versátil. Leve, fácil de ser pilotada e extremamente estável, com freios fantásticos. Para quem quiser, tem opção de ABS.

Na cidade, seu tamanho e posição de pilotagem combinam bem com o trânsito apertado. Nas auto estradas, mantendo a rotação lá em cima ela chega a velocidades de cruzeiro super tranquilas, em estradas viradas e serras, ela é perfeita (de bom asfalto, logicamente), e na pista parece que foi feita para isso. Durante um dia na pista travada do Haras Tuiuti, a MT-03 era muito mais divertida do que as motocicletas maiores e de mais potência que ali estavam.

LEIA MAIS: Scooter Yamaha Neo volta mais forte e melhor adequado às novas tendências

Para tantos predicados, o preço da Yamaha MT-03 até que não é alto. A versão standard custa R$ 19.190, enquanto que a versão com freios ABS custa R$ 21190.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.