Tamanho do texto

Lançamento da marca japonesa chega com uma série de qualidades para entrar na briga com VW Virtus, Fiat Cronos e companhia

A Toyota tinha um grande espaço entre o seu “popular” Etios e o sedã médio Corolla, o que fez muitas pessoas abandonarem a marca, já que o investimento era muito alto.  Faltava um novo modelo intermediário na linha da fabricante japonesa. Demorou, mas finalmente chegou esse carro, e se chama Yaris. Por aqui ele chega nas carrocerias hatch e sedã, com motores 1.3 e 1.5. No caso, vamos focar na versão XL Plus Tech 1.5 CVT, que de acordo com a marca será o maior mix de venda (28%) do Toyota Yaris.

LEIA MAIS: Toyota Prius 2018: como anda o híbrido mais em conta à venda no Brasil

O Toyota Yaris brasileiro é o mesmo que é vendido no Oriente. A frente é relativamente grande, seguida por poucos vincos na lateral e traseira bem sóbria, arredondada, mas sem lembrar em nenhum momento o Corolla ou o Etios. Por dentro o novo modelo japonês também não tem muito de seus irmãos, apenas o volante que é o mesmo do Etios e Corolla, no mais, tudo é novo.

Sedãzinho bem equipado

Toyota Yaris: linhas modernas, bem equipado e conjunto mecânico elogiável entre as principais qualidades
Divulgação
Toyota Yaris: linhas modernas, bem equipado e conjunto mecânico elogiável entre as principais qualidades

 A Toyota surpreendeu colocando alguns itens de série que não são tradicionais na marca. Faróis de neblina, vidros elétricos automáticos nas quatro portas, controle de tração e estabilidade, retrovisor crepuscular, acendimento automático dos faróis e volante com comandos de áudio são disponíveis em todas as versões. Além disso a versão do video conta com central multimídia com conexão USB, ar-condicionado digital e transmissão CVT com sete marchas virtuais estão presente.

LEIA MAIS: Toyota Yaris 1.3 CVT: (quase) tudo que o Corolla tem de bom por R$ 69.590

Como nem tudo são flores, algumas coisas poderiam ser melhores. Apesar de ser uma versão “tech” o modelo não conta com sensor ou câmera de ré. Outro ponto que não está disponível em nenhuma versão é o ajuste de profundidade do volante, prejudicando quem é mais alto.

Na parte mecânica, o destaque fica por conta do motor 1.5, que foi atualizado no Yaris. Agora rende 110 cavalos de potência, ajudando a compensar um pouco do peso/potência, comparado ao Etios. Outro ponto positivo é que a transmissão CVT tem boa calibragem e compreende bem o que o motorista está querendo fazer. Com leves pisadas no acelerador o modelo busca giro sempre para facilitar ultrapassagens e em velocidade constante procura ficar abaixo de 2.000 rotações.

LEIA MAIS: Desacato a autoridade: veja 5 motivos para comprar Civic e não Corolla

 O Toyota Yaris chega ao Brasil partindo de R$ 59.590 na versão 1.3 com transmissão manual (hatch) chegando a R$ 77.990 na versão XLS sedan, com motor 1.5 e cambio CVT. Assista às imagens do vídeo acima e confira detalhes do novo sedã compacto que chega ao Brasil para rivalizar com modelos como VW Virtus,  Fiat Cronos e companhia.