Imagens mostram detalhes do sedã com motor 2.3, de quatro cilindros e 140 cv, o primeiro do Brasil com duplo comando de válvulas no cabeçote

A Alfa Romeo tem exatos 107 anos de história. Durante todo esse tempo a marca milanesa escreveu sua trajetória com modelos inconfundíveis, tradição de sobra e também uma veia no automobilismo que marcou época em grandes circuitos e prova, como Targa Florio e 24 Horas de Le Mans. No Brasil a Alfa Romeo chegou na década de 60. Os famosos FNM 1250, mais conhecidos como JK, traziam requinte e elegância de sobra em relação ao Aero Willys e também marcaram época nas pistas. Entre seus modelos de sucesso no País, destacou-se do Alfa Romeo 2300.

LEIA MAIS: Confira quais são os carros mais belos que já fabricaram até hoje

 O Alfa Romeo 2300 foi lançado na década de 70 e trazia inovações tecnológicas além do design cheio de personalidade. Além disso acabamento e conforto acima da média eram seus diferencias. O motor de 2,3 litros com duplo comendo de válvulas desenvolvia 140 cv e 21 kgfm de torque, o primeiro com duplo comando de válvulas no cabeçote que equipou um carro fabricado no Brasil. 

 A história do raro exemplar que aparece nas imagens do vídeo acima é bem curiosa. Ele foi abandonado há vários anos nas ruas de Moema chamando atenção de quem passava. Uma dessas pessoas foi Marcelo Paolillo, dono de uma coleção de Alfas 2300 e outros modelos da Fiat, que se apaixonou à primeira vista quando viu o carro e resolveu dar nova vida ao sedã com apelo esportivo.

LEIA MAIS: Veja 10 carros legais que são vendidos na Argentina, mas não no Brasil

 O modelo tem uma trajetória marcada por altos e baixos no Brasil e talvez tenha sido um modelo à frente do seu tempo. Motor de alumínio, freios a disco nas quatro rodas e câmbio de cinco marchas eram alguns de seus diferenciais, anos-luz à frente da concorrência.

Ao volante

Raro exemplar do sedã Alfa Romeo 2300 foi abandonado nas ruas de Moema, em São Paulo, mas acabou sendo restaurado
Divulgação
Raro exemplar do sedã Alfa Romeo 2300 foi abandonado nas ruas de Moema, em São Paulo, mas acabou sendo restaurado

 Já guiar um modelo da Alfa Romeo é uma experiência altamente recomendada para qualquer apaixonado por carros. A posição de dirigir é alta, com destaque para a boa altura da alavanca de câmbio e os pedais próximos, um convite para os sonoros punta- taccos durante as reduções.

LEIA MAIS: Veja 10 fabricantes que desistiram do Brasil. Confira a lista completa

A marca italiana foi mal gerida no Brasil e esse fator, somado ao preço elevado, fez com que a Alfa nunca tivesse o prestígio merecido em nosso mercado. Mas para quem gosta de um belo automóvel o charme do Alfa Romeo 2300 será sempre algo especial. Arrivederci!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.