Modelo está em pré-venda no Brasil, com entregas previstas para março de 2018. Versão única custará R$ 299.900

Nessa semana a Ford revelou o valor do novo Mustang que já começou a ser vendido por aqui como pré-venda. O pony car chega com ligeiro atraso, mas buscando retomar uma fatia do mercado bastante específica.

LEIA MAIS: Volkswagen Quantum com 3 mil km rodados é capsula do tempo

Como nós falamos na matéria da semana passada, o Ford Mustang foi lançado em abril de 1964 e logo de cara surpreendeu o mercado. Uma das máximas da época dizia que nenhum Mustang era igual ao outro, justamente pela ampla possibilidade de customização disponível.

Nessa semana vamos acelerar a sexta geração pré-facelift. Ela foi lançada em 2015 e, além do aspecto visual agressivo, trouxe também novidades de ordem técnica para competir de igual pra igual com o Camaro, como a suspensão traseira independente.

LEIA MAIS: Kadett GS: assista ao vídeo do famoso esportivo nacional dos anos 90

O exemplar da matéria foi trazido via importação independente e é um dos únicos que roda por aqui. O acerto da suspensão traseira, seu maior diferencial, transformou bastante o comportamento do modelo, que agora traz algo muito mais parecido com a escola europeia do que a norte-americana tradicional.

Cavalo preateado

Ford Mustang GT 2018
Renato Bellote/iG
Ford Mustang GT 2018

O V8 de 5 litros entrega 435 cv a 6.500 rpm. Isso se reflete em acelerações vigorosas, acompanhadas do ronco único dessa receita – padrão, aliás – da versão GT. O torque generoso de 55,3 kgfm também ajuda a transmitir a sensação de força em qualquer regime de rotação.

Basta chegar até um trecho sinuoso para notar como o acerto dinâmico dessa nova receita fez bem ao esportivo. Não que o tradicional eixo rígido fosse ruim, mas agora o muscle car conseguiu combinar o melhor de dois mundos, algo que também acontece com a atual geração do Camaro.

LEIA MAIS: Puma GTB: esportivo foi o felino brasileiro na década de 1970

A versão do Ford Mustang vendida no Brasil já traz o facelift, com uma ligeira mudança na dianteira e traseira, porém mantendo a mesma essência do exemplar da matéria. E a contar pelo preço ligeiramente mais barato do que o Camaro acredito que teremos uma briga bastante interessante nesse nicho de mercado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.