Tamanho do texto

Volkswagen Brasília fora-de-série recebe um kit Puma customizado, que incluem motor 1800cc, painel do Puma e rodas Cruz de Malta

Sucessora do Fusca ou apenas uma nova ideia? A Volkswagen Brasília chegou ao mercado em 1973 e logo provou que tinha qualidades próprias e bastante personalidade. O seu lançamento foi bastante esperado na época, visto que também era algo desenvolvido totalmente por aqui.

LEIA MAIS: Passat TS: esportivo no estilo europeu fez sucesso por aqui

A Volkswagen Brasilia trazia a premissa básica de outros carros da marca alemã: o motor boxer refrigerado a ar. Devemos lembrar que ainda não havia o Passat, que seria lançado no ano seguinte, e a linha toda fazia sucesso nessa configuração bastante eficiente.

O projeto ficou a cargo da equipe chefiada por Márcio Piancastelli e tinha como desafio criar algo que pudesse suceder o Fusca. Foi uma aposta ousada, sendo que o modelo foi produzido somente no Brasil e no México e exportado para alguns países.

LEIA MAIS: VW Fusca Itamar turbinado chega perto dos 200 cv de potência

O exemplar da matéria teve como ideia inicial um trabalho feito em 1974 pela concessionária carioca Lemos e Brentar. Na época eles prepararam cinco exemplares da Brasília, com detalhe especial para a parte dianteira e também o jogo de rodas, tendo como inspiração os Pumas.

Além disso cada uma delas recebeu um dos famosos kit Puma de preparação do motor. Na época a marca de foras-de-série se destacou pela variedade de opções para seus clientes. Dessa forma os propulsores recebiam um toque especial chegando até os 1.800 cm³ de cilindrada.

LEIA MAIS: Volkswagen Quantum com apenas 3 mil km parece ter saído da cápsula do tempo

Customização old school

Volkswagen Brasília recebeu a customização do kit Puma de maneira bem feita, com destaque para as rodas cruz de malta
Renato Bellote/iG
Volkswagen Brasília recebeu a customização do kit Puma de maneira bem feita, com destaque para as rodas cruz de malta

William Rotea, dono da Brasília, e apaixonado pela linha VW a ar de maneira geral já fez vários projetos e resolveu montar algo diferente. Sua Brasília bege-alabastro recebeu a customização de maneira bem feita, com destaque para o painel de Puma e as rodas cruz de malta.

Nesse caso, A Volkswagen Brasília conta com um kit Puma no motor de 1.600 cm³, com dupla carburação e o famoso escape Kadron. Dessa forma a “Brasa” é esperta e traz o ronco que agrada aos ouvidos. Tudo isso homenageando o maior fora-de-série já produzido por aqui. Até a próxima semana!