CrossFox ou Sandero Stepway, qual aventureiro comprar?

Compactos de apelo off-road compensam o medo da lama com mais equipamentos

Thiago Vinholes | 6/9/2013 09:00

CrossFox ou Sandero Stepway?
Divulgação

CrossFox traz o aclamado estepe traseiro, já o Sandero Stepway é mais barato e maior. Qual levar para a lama (mas não em excesso)?

A moda dos carros aventureiros, que querem ser “mini-jipes-urbanos”, foi lançada no Brasil no final da década de 1990 e hoje é cultuada até na Europa. Esse tipo de veículo traz o visual diferenciado que tantos compradores de classe média alta procuram e o preço não é dos mais assustadores, embora seja maior do que os cobrados por esses mesmos modelos sem a “fantasia” off-road. Entre os hatches compactos, os principais produtos desse gênero são Volkswagen CrossFox e Renault Sandero Stepway.

Similares no porte, motorização e desempenho, os aventureiros de Volkswagen e Renault são opções interessantes se levado em conta os itens extras que trazem de série, o que costuma ser comum nesse tipo de carro. Se paga a mais pelo visual customizado e de quebra o carro ainda traz mais equipamentos e itens de decoração.

Nos modelos desse comparativo os itens extras são recursos como ar condicionado, rodas de alumínio, faróis de neblina e aparelho de som. Na versão de entrada, o CrossFox começa em R$ 49.950, enquanto o Sandero Stepway parte de R$ 49.120. Como se pode ver, esses compactos aventureiros também se equivalem no valor. Portanto, o que vai fazer a diferença são os detalhes e qualidades de cada um.

Começa a aventura!

Os dois carros avaliados pelo iG têm motores 1.6 litro flex com 8 válvulas, uma configuração que esta caindo em desuso apesar da insistência das montadoras em continuar com essa tecnologia. É ruim? Não, mas já existem motores melhores. Cabeçotes com sistema 16V permitem gerar mais potência e reduzem o consumo de combustível em giros mais altos.

O motor do CrossFox comparado ao do Sandero é mais eficiente em giros baixos, fazendo dele um carro mais interessante de conduzir na cidade. O Stepway, em contrapartida, é melhor na estrada, mas precisa de um fôlego extra para rodar em baixa velocidade, exigindo mais pisadas na embreagem e trocas de marcha.

Comparativo: HB20 ou Onix, qual compacto comprar?

O propulsor do Sandero é mais potente que o do Fox. Segundo a marca, o rendimento com etanol é de até 106 cv a 5.500 rpm e torque máximo de 15,5 kgfm a 2.850 rpm – com gasolina os números caem para 98 cv e 14,5 kgf. O modelo da VW praticamente empata na cavalaria, com 104 cv a 5.250 rpm, e leva pequena vantagem no torque (mérito do 8V), com 15,6 kgfm – com gasolina o desempenho fica em 101 cv e 15,4 kgfm.

Mas a vantagem do Sandero aventureiro na parte mecânica para por aí. O compacto da VW possui acertos mais refinados de suspensão, câmbio, freios e direção, tornando sua sensação de dirigibilidade mais agradável e confortável. Já o Renault, por falta de ajustes mais cuidadosos, perde feio em prazer ao dirigir para o CrossFox. O comportamento do carro francês é “molenga”, com excesso de oscilações da carroceria e respostas lentas de direção e câmbio, que ainda tem engates imprecisos.

Comparativo: Sonic ou Grand Siena, qual sedã comprar?

Apesar dos comandos limitados do Sandero Stepway, o aventureiro francês consegue ser mais rápido que o CrossFox. Segundo dados da Renault, o seu produto vai do 0 aos 100 km/h em 11,1 segundos e atinge 179 km/h de velocidade máxima (número aferidos com o carro abastecido com etanol). Já o modelo da VW cumpre a mesma prova de arrancada em 11,3 s e alcança até 175 km/h.

O Sandero ainda soma pontos extras com seu porta-malas capaz de levar 320 litros, enquanto o bagageiro do concorrente leva apenas 280 l.

Pneu no barro

Primeira regra dos carros aventureiros: eles não são jipes! No entanto, modelos desse gênero costumam ter suas suspensões elevadas, como acontece do Sandero Stepway e no CrossFox. Essa característica melhora a performance do carro para encarar buracos, lombadas e valetas de grandes cidades, mas ainda não é o suficiente para fazer uma trilha acidentada com tranqüilidade e segurança. Para isso é preciso tração 4x4.

Mas já que é pra comparar, vamos lá. Diferentemente do Sandero aventureiro, que possui pneu com banda de rodagem adaptada para o asfalto, enquanto o CrossFox vem com pneus de uso misto, o chamado “pneu biscoito”. Esse tipo de pneu garante ao carro maior aderência em pisos escorregadios, mas costuma ser mais barulhento e principalmente mais caro.

Traje off-road

Na eleição dos “carros fantasiados de jipe” o CrossFox ganha mais votos que Sandero Stepway. Só o fato do modelo da VW levar o estepe fixado na traseira, como um SUV de grande porte, já dá o toque off-road que esse tipo de carro tanto almeja. Há, porém, quem ache esse detalhe desnecessário e seu manuseio é complexo. O pneu sobresalente do Fox fica por cima da tampa do porta-malas, por isso toda vez que o bagageiro é aberto o item precisa ser destravado e deslocado para o lado.

Os adornos aventureiros do Sandero vão concentrados no para-choque frontal, que ganhou uma aparência mais “parruda”. O carro ainda vem com o conjunto óptico todo escurecido, molduras nas caixas de roda e interior possui apenas pequenos detalhes, como costuras com linhas vermelhas e cluster com alguma personalização.

O CrossFox, porém, tem um ponto fraco. Para o carro ficar interessante de verdade é preciso acrescentar alguns itens opcionais, como o sistema de som com Bluetooth e comandos no volante, teto solar, bancos em couro, entre outros até o ponto do preço chegar a R$ 57.161, como a versão que a VW emprestou ao iG. No Sandero Stepway, alguns desses itens vem de série.

Conclusão

Carro por carro, o CrossFox é mais interessante. O modelo da VW tem acabamento superior e seus comandos bem acertados tornam sua condução bem mais agradável que a do Sandero Stepway. O carro da Renault, em contrapartida, já vem com um bom pacote de série e seu espaço interno, tanto para ocupantes para bagagem, é superior. Nessa análise, portanto, temos um carro voltado a um público interessado em visual e luxo, no caso o Volks, ao passo que o modelo francês é mais indicado para quem busca algo mais racional, prático e, acima de tudo, mais barato. O resultado é um empate.

Volkswagen CrossFox Nota Quesito Nota Renault Sandero Stepway

Os comandos bem acertados do CrossFox fazem dele um carro interessante de dirigir, com boas respostas e um comportamento dinâmico mais empolgante.

7

Prazer ao dirigir

5

A suspensão mole demais faz do Sandero um carro mais indicado para motoristas que buscam mais conforto do que esportividade. O volante do carro ainda é lento e o câmbio não tem bons engates.

O projeto de interior do Fox é simples, mas funcional. Os comandos no painel têm fácil leitura e há bons porta-copos e porta-objetos na cabine. Os botões no volante para acionar rádio e telefone são um bom adianto, mas são vendidos à parte.

6

Ergonomia

5

O interior do Sandero também é simples e funcional e ainda conta com a vantagem do espaço interior superior comparado ao do Fox. Alguns botões no painel, porém, são de difícil leitura.

Suave e ao mesmo tempo divertido, o CrossFox herdou a boa sensação de dirigibilidade dos carros maiores da VW, altamente elogiados por essa característica. O modelo da VW ainda possui ajuste de altura do volante e assento. 

7

Conforto para o motorista

5

O Sandero balança demais e isso pode incomodar alguns motoristas. O modelo também poderia ter um volante menor, o que daria mais agilidade. A ausência de comandos satélite também merece críticas.

O Fox é um tanto apertado por dentro, principalmente no espaço para as pernas dos passageiros que viajam no banco traseiro. O carro, porém, tem mimos como vidros elétricos nas quatro portas e o A/C muda a temperatura em instantes.

6

Conforto para os passageiros

7

om espaço interno privilegiado para um compacto, o Sandero abriga melhor seus passageiros e bagagem.

 Prático e econômico na cidade, o CrossFox tem certa limitações durante uma viagem ou na necessidade de levar algum objeto volumoso no porta-malas. O modelo também é muito fácil de manobrar em espaços pequenos.

6

Praticidade

7

O porta-malas para 320 litros aumenta a capacidade do Sandero em viagens e o espaço interno superior é mais adequado para atender famílias com filhos.

Apesar da capacidade off-road limitada, o CrossFox traz pneus de uso misto que aumentam a aderência em pisos de terra. Esse item, porém, faz mais barulho quando roda no asfalto e se furar o conserto é mais caro.

7

Versatilidade

6

A única vantagem “off road” do Stepway é sua suspensão mais alta, que melhora sua performance para enfrentar lombadas, valetas e buracos.

O CrossFox com motor 1.6 e câmbio manual é divertido de dirigir e o pneu sobressalente fixado na tampa do porta-malas dá um toque de “jipe” ao compacto.

7

Diversão

5

A caracterização aventureira do Stepway é até discreta. Já o desempenho do carro é morno, principalmente na parte dinâmica. 

A decoração aventureira do CrossFox é mais convincente que a do Sandero Stepway. Ele vem com para-choques diferenciados e o estepe na traseira é a cereja do bolo.

7

Visual

6

 Limitado a enfeites plásticos e a suspensão mais alta, o Stepway é mais uma das versões do Sandero com apelo esportivo. A decoração no interior ainda é pobre.

Com um motor antigo, a única luz de modernidade nesse carro é o sistema de áudio da VW com Bluetooth para celular e comandos no volante. No entanto, esse item é opcional e custa caro.

5

Tecnologia

5

Também com motorização já defasada, o Sandero Stepway tem no aparelho de som com Bluetooth um alento de tecnologia. Esse item vem de série, mas falta algum comando no volante.

Com aparência refinada e bem acabada, o CrossFox é um dos expoentes na categoria dos compactos aventureiros. Além disso, a VW tem mais prestígio no Brasil do que a Renault.

6

Status

6

Opção mais em conta que o Duster, o Stepway é uma versão para quem busca um Sandero diferenciado, afinal é carro com visual naturalmente limitado.

Mais bonito e mais caro, o CrossFox erra feio ao cobrar muito pelos itens opcionais. E são justamente esses recursos que tornam o carro interessante. Sem eles, ele é como um Fox pelado, só que mais alto.

6,4

VEREDICTO

5,7

O Stepway não é tão interessante do ponto de vista visual, mas o modelo tem melhor custo/benefício comparado ao CrossFox.

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - março de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Strada 13.017
Fiat Palio 12.872
Volkswagen Gol 12.545
Chevrolet Onix 12.244
Fiat Uno 10.275
Ford Fiesta 9.045
Hyundai HB20 8.312
Fiat Siena 7.716
Volkswagen Fox 6.264
10º Renault Sandero 6.006

© Copyright 2000-2013, Internet Group - Portais: iG e iBest

Topo