Conheça os carros importados que em breve serão brasileiros

Em busca de mais clientes e isenções tributárias, fabricantes migram para o Brasil; preços dos veículos devem cair e serviço de suporte tende a melhorar

Thiago Vinholes | 11/2/2014 15:40

Nunca tantas montadoras anunciaram de uma só vez planos de construir fábricas no Brasil. Com as novas regras do Inovar-Auto, que estabelece cotas de importação e beneficiam empresas que se instalam no País (gerando empregos, pagando impostos, criando novas tecnologias...), uma série de marcas decidiu entrar no País, a fim de desfrutar deste que é atualmente o quarto maior mercado de automóveis do mundo.

A fabricante que produz em território brasileiro tem direito a vender seus veículos sem a sobretaxa extra de 30% de IPI. Já os veículos importados de empresas que não possuem fábrica do País pagam mais imposto. Essa medida é uma proteção do governo brasileiro criada justamente para atrair mais montadoras. Ou seja, quem ficar de fora desse plano vai ter seu volume de importação limitado e uma margem de lucro menor.

Curiosamente, essa medida atraiu montadoras “premium”, que estão de olho no mercado de luxo brasileiro, um dos que mais cresce no mundo. Esses interessados são a Audi, BMW, Mercedes-Benz, Mini e Land Rover. Outra marca “gringa” que está chegando e que também faz carros requintados é a Jeep, que aproveitará as instalações da Fiat (a Jeep pertence ao grupo Chrysler, que por sua vez pertence à Fiat).

Carros importados de marcas que possuem plantas no Brasil também serão nacionalizados para aumentar sua atratividade. É o caso do Mitsubishi Lancer, que vem importado do Japão com motor flex, e o novo VW Golf, cujos modelos à venda no Brasil são fabricados na Alemanha.

Os chineses também não querem ficar para trás. Até 2015, JAC Motors e Chery iniciarão sua fase de produção no Brasil elaborando projetos que se adaptam melhor às exigências do consumidor brasileiro e assim os produtos podem melhorar. Já o setor de carros populares nacionais em breve terá o reforço dos Nissan March e Versa, que serão feitos em Resende (RJ).

A produção nacional também poderá ajudar a baixar os preços dos carros que atualmente são importados, aliviando a carga de impostos e os custos com frete. A rede de manutenção é outra parte beneficiada, já que muitas peças até então trazidas do exterior serão produzidas no Brasil. Por fim, a tecnologia flex tem chances de ser introduzida nesses veículos, ficando ainda mais atraentes para o público brasileiro.

Leia tudo sobre: AudiBMWMercedes-BenzJeepCheryJAC MotorsMININissancarro nacionalInovar AutoQ5X1X3Série 3Série 1Golf VII

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - setembro de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Palio 15.907
Fiat Strada 14.225
Chevrolet Onix 13.483
Volkswagen Gol 12.583
Hyundai HB20 9.904
Fiat Siena 9.518
Fiat Uno 8.749
Chevrolet Prisma 8.353
Volkswagen Saveiro 7.780
10º Volkswagen Fox 7.730