Hatch ganha mais equipamentos e agora parte de R$ 51.650

A Fiat  começa a vender a linha 2017 do Punto sem a versão T-Jet, que deixa de ser produzida. Vinha equipada com motor 1.4 turbo, de 152 cv e forte apelo esportivo. Com isso, o carro passa a ter cinco versões: Attractive 1.4 (R$ 51.650), Essence 1.6 (R$ 57.660), Essence Dualogic 1.6  (R$ 61.690), Blackmotion 1.8 (R$ 63.620) e Blackmotion Dualogic 1.8 (R$ 67.510).

Na versão de entrada, a lista de equipamentos agora inclui rádio CD/MP3/USB, volante revestido de couro com comandos do rádio e vidros elétricos traseiros com do tipo “um toque” e antiesmagamento. Como opcional, esta versão conta com o novo Kit Itália, composto por central Multimídia Uconnect, volante em couro com comandos do rádio e telefone, retrovisores externos elétricos, alarme antifurto, rodas de liga leve de aro 15" com pneus 195/60 R15, faróis de máscara negra, faróis de neblina e lanterna traseira com borda escurecida.

No caso do Punto Essence, a Fiat passa a oferecer de série central multimídia Uconnect com tela LCD Touch 5”, rádio AM/FM, entrada USB, conexão Bluetooth e reconhecimento de voz. Há também entre os destaques rodas de liga leve de aro 16" montadas em pneus 195/55 R16 e sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico. Esta versão não tem opcionais.Com câmbio automatizado, o carro também recebe controlador de velocidade de cruzeiro (“piloto automático”).

E o Blackmotion também ganha a contral multimídia Uconnect e volante multifunctional revestido de couro . Além disso, agora conta com dois kits de opcionais. Um deles vem com bancos revestidos parcialmente de couro, banco traseiro bipartido com apoia-braço central, rodas de liga leve de aro 17" e pneus 205/50 R17. E o outro inclui teto solar elétrico Skydome, ar-condicionado automático digital, retrovisor interno eletrocrômico, sensor crepuscular, sensor de chuva e câmera de ré.

O fim do T-Jet

Fiat Punto 2017
Divulgação
Fiat Punto 2017


 A versão T-Jet foi lançada em 2009 com uma pegada esportiva única no segment de hatches compactos da época. Além do motor 1.4, turbo, de 152 cv, o carro vinha com câmbio manual e seletor do modo de condução, também usado no Alfa Romeo MiTo e que continua sendo equipamento do Punto Blackmotion.

Na opção mais esportiva, torna as reações dos sistemas de direção e de aceleracão mais ágeis. O que também contribuia com a esportividade do carro era a suspensão mais com rígida, aliada para contornar curvas com boa estabilidade. Outra característica peculiar fica por conta das velas de ignição de irídio, item foi se tornando mais comum ao longo do tempo, mas que na época que o T-Jet foi lançado, há sete anos, era novidade. De acordo com números da fabricante, a versão esportiva do Punto podia acelerar de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e atingir 203 km/h.

Com saída do Punto T-Jet, o restrito segmento de esportivos compactos de verdade passa a ter apenas o Renault  Sandero RS e o Peugeot  208 GT 1.6 THP Flex. O primeiro vem com motor 2.0, de 152 cv, potência  para acelerar de 0 a 100 km/h em 8 segundos e atingir 203 km/h, segundo a Renault . E o GT vem com motor 1.6 turbo flex, de 173 cv, o que é suficiente para ir de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e chegar nos 222 km/h.

Fiat Punto 2017
Divulgação
Fiat Punto 2017

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.