SUV é capaz de rodar 868 quilômetros sem reabastecer, segundo o Inmetro. Preço promocional vale até o fim de setembro. Depois, partirá de R$ 215.950

O utilitário esportivo Volvo XC60 começa a ser vendido no Brasil com motor a diesel D5, em duas versões. A mais em conta é a Kinetic, que tem preço sugerido de R$ 199.950. Entre ourros equipamentos, vem com bancos revestidos de couro preto ou bege, sendo o do motorista com ajustes elétricos e memória, ar-condicionado digital bizone, faróis com lâmpadas de xenônio, rodas de aro 18 e sistema multimídia com tela de sete polegadas com DVD e oito alto-falantes.

E a versão topo de linha Momentum do Volvo XC60 D5 sai por R$ 224.950 e inclui ainda painel de instrumentos digital, de oito polegadas, com três modos de tela,  regulagens elétricas também para o banco do passageiro da frente, câmera de ré, teto solar, GPS com mapas em 3D e ainda bancos que podem ser revestidos de couro preto, marrom ou branco, de acordo com o gosto do freguês, que pode optar por combinar essas três cores no interior, sob encomenda. Vale lembrar que esses valores são promocionais e estarão em vigor até o fim de setembro Depois, passarão para R$ 215.950 (Kinetic) e R$ 241.950 (Momentum). 

LEIA MAIS: Volvo V40 T3: enfi, um sueco diferente. Leia a avaliação

Para honrar a tradição da marca no quesito segurança, ambas as versões vêm equipadas com controles de tração e estabilidade, air bags frontais, laterais e de cortina, sistemas de proteção contra o chamado “efeito chicote” e City Safety,  que detecta a falta de reação do motorista a uma possível colisão e acionar os freios até a parada total do veículo, evitando ou reduzindo os danos de um acidente em velocidade reduzida. Há também o Volvo On Call, serviço de telefonia integrada ao veículo que oferece funções de conveniência, assistência, proteção, emergência e localização em caso de roubo ou furto.

Mais força para o XC60 no mercado 

Com com o XC60 D5, a Volvo lança a principal novidade da linha 2017 do utilitário esportivo, cujas vendas correspondem a nada menos que 53% do total que a marca movimenta no Brasil. De acordo com a fabricante, a nova opção de motor a diesel chega para tornar o XC60 mais competitivo na comparação com os principais concorrentes, entre os quais os modelos Range Rover Evoque , BMW X1 , Audi Q3  e Mercedes-Benz GLC.

LEIA MAIS: Volvo V60 2.0 Drive E: aceleramos a perua com apetite de viking por asfalto

O novo motor turbodiesel tem 2.4 litros de cilindrada, de cinco cilindros, e pode render 223 cv e 44,8 kgfm de torque entre 1.500 e 3000 rpm, de acordo com a fabricante. Funciona com câmbio automático, de seis marchas, que conta com hastes atrás do volante para trocas sequenciais. Ainda faz parte do sistema de transmissão a tracão integral que transfere a força do motor entre os eixos conforme as condições de aderência do piso. Segundo os números do Inmetro, o XC60 D5 pode fazer 9,5 km/l na cidade e 12,4 km/l na estrada e, com tanque de 70 litros, consegue rodar até 868 qulômetros sem abastecer.   

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.