Com segunda geração prevista para 2017 no Brasil, Tiguan aposta em modelo de entrada para segurar vendas

Antes apenas na versão 2.0, o Volkswagen Tiguan passa a ser oferecido com motor 1.4 turbo de 150 cv e tração 4x2.
Divulgação/Volkswagen
Antes apenas na versão 2.0, o Volkswagen Tiguan passa a ser oferecido com motor 1.4 turbo de 150 cv e tração 4x2.

Ainda vai levar um tempo para que a Volkswagen traga a nova geração da Tiguan no Brasil. Enquanto isso não acontece, a marca tenta manter o SUV vivo com uma nova versão de entrada, com tração 4x2 e o motor 1.4 TSI de 150 cv, apenas com gasolina. Será vendida por R$ 125.990, R$ 20 mil a menos do que a versão 2.0 TSI 4Motion, atualmente comercializada por R$ 149.990. A nova configuração também faz com que o Tiguan volte a custa menos do que o Audi Q3 1.4, a versão premium do SUV e que parte de R$ 136.990.

LEIA MAIS: VW Golf ganha motor 1.0 TSI a partir de R$ 74.990. Confira nossas impressões

Nesta nova configuração, o Tiguan vem equipado com o motor 1.4 turbo de 150 cv a 5.000 rotações e 25,5 kgfm a 1.500 rpm, trabalhando em conjunto com o câmbio DSG de dupla embreagem e seis marchas. Os dados de fábrica apontam que o utilitário acelera de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e tem velocidade máxima de 195 km/h. Ainda não foi testado pelo Inmetro, então não temos dados de consumo de combustível.

Nesta versão, o Tiguan vem com seis airbags, controle eletrônico de tração e estabilidade, central multimídia e sensor de estacionamento.
Divulgação/Volkswagen
Nesta versão, o Tiguan vem com seis airbags, controle eletrônico de tração e estabilidade, central multimídia e sensor de estacionamento.

Entre os itens de série estão seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina), controle eletrônico de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, ar-condicionado, sensor de estacionamento, volante multifuncional com acabamento de couro, sistema Start/Stop, rodas de liga leve 17” e a central multimídia Composition Media, com espelhamento de smartphones via MirrorLink, Apple CarPlay e Android Auto.

LEIA MAIS: Fiat Mobi ou Volkswagen Up! - O embate dos subcompactos

Os pacotes de opcionais podem adicionar ar-condicionado digital de duas zonas, rodas de liga leve 18”, câmera de ré, sensor de chuva, teto solar panorâmico, chave presencial com partida por botão, espelho retrovisor fotocromático, troca de marchas manuais através de aletas atrás do volante, retrovisores com rebatimento elétrico e navegação por GPS. Os valores não foram divulgados. A Volkswagen não oferece bancos de couro.

LEIA MAIS: VW Golf, Amarok e SpaceFox ficam mais caros em setembro

Novo Tiguan em 2017

Quem espera pela nova geração do Tiguan terá que ter mais paciência. Segundo fontes ligadas à marca, a Volkswagen tem seu lançamento dividido em três fases: a primeira já começou, com a venda na Europa. Em seguida, quando a fábrica no México começar a produzir o SUV, será a vez dos Estados Unidos. O Brasil está incluso na terceira etapa, quando os outros mercados já estiverem abastecidos. Por isso, a empresa irá apresentar o utilitário apenas em 2017 e deixá-lo de fora do Salão do Automóvel, em novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.