Modelo com apelo aventureiro ainda está mais para hatch que SUV compacto, mas passa a ter novidades interessantes

Mercedes GLA 200 da linha 2018 ganha retoques no desenho, principalmente na frente, além de novas rodas de aro 18
Carlos Guimarães/iG
Mercedes GLA 200 da linha 2018 ganha retoques no desenho, principalmente na frente, além de novas rodas de aro 18

Na comparação com o Mercedes GLA anterior, vai ser difícil você notar alguma diferença ao volante da linha 2018. O carro continua com o mesmo conjunto mecânico e aquele rodar silencioso de sempre, pelo o que a reportagem de iG Carros notou durante as primeiras impressões ao dirigir entre a capital paulista e São Sebastião (SP), no litoral norte. As diferenças estão em detalhes, como a nova central multimídia, que antes era um ponto fraco e passou a ser um dos principais atrativos por espelhar totalmente a tela do celular e permitir o uso de navegadores como Waze e Google Maps.

LEIA MAIS: Aceleramos na pista o superesportivo Mercedes-AMG GT R de R$ 1,2 milhão

A conectividade do Mercedes GLA, de fato, melhorou bastante. O novo multimídia funciona bem, com rapidez. E conta com duas entradas USB, já que uma delas precisa ser usada para o espelhamento via cabo. Bom também é que existem novas opções de acabamento, com combinações de cores dos bancos, como preto e bege. Aliás, o capricho do interior continua sendo um dos atrativos do GLA, que tem 15 pontos de iluminação ambiente, inclusive nos bancos e nos pés. O desenho do console central e a superfície do painel também receberam retoques que dão um aspecto ainda mais requintado.

 A regulagem elétrica dos bancos contribui com a boa posição de dirigir, assim como os ajustes de altura e profundidade do volante de três raios, que vem com os principais itens do sistema de som e do telefone. Mas ainda é preciso se adaptar a alguns comandos , como o da alavanca do câmbio automático no lado direito da coluna de direção, onde, geralmente, fica o acionamento do limpador de para-brisa. Para acioná-lo, deve-se girar a alavanca da esquerda, algo nada convencional.

Se for viajar com a família, o GLA pode levar três adultos e duas crianças e suas respectivas bagagens sem muito aperto no porta-malas de 421 litros. Há um volume razoável de porta-objetos. Mas para um carro que custa  R$ 175.900 na versão Advance 200 faltou um pouco mais de cuidado com alguns detalhes, como os encaixes da cobertura do porta-malas, que parece ter saído de um modelo popular.

LEIA MAIS: Mercedes GLA renovado aparece como uma das novidades do Salão de Detroit

A frente é a parte do GLA 2018 que mais mudou. Os faróis e lanternas ganharam novos detalhes estéticos e passaram a consumir menos energia e a iluminar mais. Além disso, a grade frontal é nova, seguindo o estilo dos mais recentes SUVs da marca alemã, inclusive o maior deles, o GLS. Novas também são as rodas de aro 18 polegadas. E os faróis auxiliares de neblina passaram a ser circulares.   

Ao volante, quase nada mudou

De qualquer forma, outro aspecto que chama atenção no GLA 2018 é a firmeza da suspensão somada ao rodar dos pneus run flat 235/50R, de aro 18. Isso acaba contribuindo com a estabilidade nas curvas, mas prejudica um pouco o conforto por não conseguir absorver tão bem as irregularidades do piso. A respeito disso, o modelo da Mercedes ainda transmite a ideia de que está mais para hatch do que SUV compacto, ao contrário dos seus principais concorrentes, o Audi Q3 (que tem 36% do segmento) e o BMW X1 (com 30%).

Interior do Mercedes GLA 2018 ficou mais caprichado e com sistema multimídia bem melhor que o anterior
Divulgação
Interior do Mercedes GLA 2018 ficou mais caprichado e com sistema multimídia bem melhor que o anterior

 Ao acelerar o GLA Advance 2018, com motor 1.6 flex, turbo, de 156 cv, existe apenas fôlego suficiente para ultrapassagens seguras e manter um ritmo de viagem com cinco ocupantes a bordo. Assim como antes, há como escolher por três modos de condução: Ecológico, Esportivo e Confortável por um botão no painel. Na opção mais pacata, o câmbio procura manter o nível de rotação mais baixo possível, priorizando o consumo. Assim, vindo a 120 km/h, em sétima, o contagiros aponta meros 2.000 rpm. De acordo com os dados do Inmetro, com apenas gasolina no tanque de 50 litros, o carro pode fazer 10 km/l na cidade e 12,7 km/l na estrada, o que é apenas razoável. 

LEIA MAIS: Mercedes Classe X atrasa e agora chegará ao Brasil no fim de 2019

O desempenho também não é nenhum estouro, mas o carro  agradável de dirigir, com respostas sempre precisas e que transmitem segurança em qualquer situação. O câmbio automático 7G Tronic tem hastes atrás do volante para trocas sequenciais e funciona com rapidez, ajudado pelo sistema de dupla embreagem. A direção consegue ser leve nas manobras e comunicativa em velocidades mais altas. Mas a assistência poderia ser totalmente elétrica, o que garantiria mais leveza nas manobras. De acordo com a fabricante, o Mercedes GLA 200 pode acelerar de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos e atingir 215 km/h.  

Confira abaixo os preços da linha 2018 do Mercedes GLA: 

GLA Style 1.6 Flex - R$ 158.900

GLA Advance 1.6 Flex - R$ 175.900

GLA Enduro 1.6 Flex - R$ 203.900

GLA Sport 2.0 (211 cv) -  R$ 232.900

GLA 45 AMG 2.0 (380 cv) - R$ 359.900

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.