Trunfo do Etios é imagem da Toyota

Compacto não empolga no primeiro contato, mas deve atrair consumidores pela fama de confiabilidade da marca

Sueli Osório | 19/9/2012 10:04

Toyota Etios Sedan 2013 XS 1.5 16V flex 4p manual

Dados técnicos
Preço
R$ 41.490
Capacidade
5 passageiros
Velocidade máxima
0 km/h
0 a 100 km/h
11,8 s
Consumo urbano
11,9 km/l
Potência
92 cv
Torque
13,9 kgfm
Porta-malas
562 litros
Veja ficha técnica completa

O compacto da Toyota não é um modelo que cause empolgação à primeira vista. Por fora, o visual não chega a ser atraente. O conceito utilizado pela marca de origem japonesa foi a simplicidade. Na verdade, a Toyota referiu-se ao conceito do carro como sendo simplicidade arrojada, mas as linhas não denotam arrojo, são um tanto conservadoras. Na dianteira, o design curvo da grade, que se parece com um sorriso, combinado com a abertura do para-choque, que se estende para a parte inferior do veículo, lembra que o modelo é um Toyota.

Leia também: Etios, o carro da Toyota para o povão

Ao entrar no carro, a simplicidade continua no acabamento, tecidos que revestem os bancos e nos plásticos de painel e portas. O quadro de instrumentos – onde estão velocímetro, conta-giros e hodômetro - fica localizado no centro do painel. Além de ficar estranho do ponto de vista estético, esse posicionamento também faz com que o motorista precise desviar o olhar um pouco para a direita na hora de checar a velocidade, o conta-giros e o hodômetro, o que pode causar distração.

Ao volante

O test-drive foi feito na versão topo de linha do sedã, XLS, que custa R$ 44.690 e vem equipada com coluna de direção com regulagem de altura, direção com assistência elétrica, freios ABS com EBD, airbag duplo, alerta visual de não afivelamento de cinto de segurança, barra de proteção nas quatro portas, desembaçador do vidro traseiro, ar-condicionado, maçanetas na cor prata, sistema de áudio, travas e vidros elétricos, faróis de neblina, rodas de liga leve, travamento das portas por controle remoto, sistema de alarme e acabamento cromado nos difusores de ar. Mas falta na versão topo de linha a regulagem elétrica dos retrovisores externos.

Foi fácil encontrar a posição de dirigir ao entrar no sedã. Os comandos de vidros e travas ficam bem posicionados, na porta do motorista. No banco traseiro, há apenas dois apoios de cabeça. Poderia ter o terceiro apoio caso haja um passageiro no centro do banco.

Todos os sedãs têm sob o capô o motor 1.5 16V flexível, que entrega 92 cv a 3.600 rpm com gasolina e 96,5 cv a 3.600 rpm com etanol. O torque é o mesmo para os dois combustíveis: 13,9 kgfm a 3.100 rpm. Segundo a montadora, o três-volumes vai da imobilidade aos 100 km/h em 11,3 segundos com o combustível de origem vegetal e em 11,8 segundos com gasolina.

Leia também: HB20 chega para mudar parâmetros

Na prática, no entanto, o modelo também não empolga nas acelerações. É preciso pisar bem embaixo no pedal da direita na hora das ultrapassagens. O câmbio manual de cinco marchas, no entanto, é bem ajustado, com trocas suaves e precisas. O trabalho da suspensão também agrada. Absorve bem os impactos do solo para a cabine, sem ser macia demais. Está na medida. Segundo a Toyota, em relação ao modelo indiano, o Etios feito em Sorocaba teve a suspensão ajustada para atender ao gosto do consumidor brasileiro, e funcionou. A resistência da carroceria do carro brasileiro também foi aumentada em 15%. 

A visibilidade e a manobrabilidade são boas. Outro aspecto positivo no sedã é o espaço interno. Com 2,55 metros de distância entre os eixos, há bom espaço para as pernas dos ocupantes no banco traseiro. O porta-malas também agrada, com capacidade para 562 litros de bagagem.

O consumo apontado pela Toyota para o sedã é de 8,4 km/l (etanol) e 11,9 km/l (gasolina) na cidade e 9,3 km/l (etanol) e 14 km/l (gasolina) na estrada.

Mercado

Segundo a Toyota, o modelo chega às concessionárias no dia 28 de setembro.  A expectativa inicial é de vender 70 mil unidades nos próximos 12 meses e essa é a capacidade inicial de produção na fábrica de Sorocaba (SP). Luiz Carlos Andrade Jr., vice-presidente comercial da Toyota Mercosul, informou que há planos para atingir a marca de 100 mil unidades por ano rapidamente, embora não tenha especificado esse prazo.

De acordo com o diretor comercial, Frank Gundlach, as versões que deverão ser mais vendidas são as intermediárias X e XS, sendo que o mix de vendas esperado é de 65% para o hatch e 35% para o sedã.

Os preços para as versões são os seguintes:

Hatchback 1.3: R$ 29.990

Hatchback 1.3 X: R$ 33.490

Hatchback 1.3 X com ar-condicionado: R$ 36.190

Hatchback 1.3 XS: R$ 38.790

Hatchback 1.5 XLS: R$ 42.790

Sedã 1.5 X: R$ 36.190

Sedã 1.5 X com ar-condicionado: R$ 38.890

Sedã 1.5 XS: R$ 41.490

Sedã 1.5 XLS: R$ 44.690

Manutenção

Além de contar com a imagem da marca para vender o Etios, a montadora fez um planejamento de pós-vendas para fidelizar os novos clientes. Segundo o gerente-geral de pós-vendas, Evandro Luiz Naggio, a preparação da rede, que conta com 135 concessionários em todo o País, começou em 2008. “Aumentamos em 52% o número de boxes nas oficinas e em 45% o número de técnicos e consultores de serviços.”

Naggio acrescentou que o plano de manutenção visa ter o menor custo da categoria. A montadora promete que o gasto total com revisões até 60 mil quilômetros – que, na média, deverá cobrir os três anos de garantia -, será de R$ 1.635 tanto para o hatch como para o sedã, incluindo peças e custo com mão de obra. As revisões e trocas de óleo são feitas a cada 10.000 quilômetros.

Outra estratégia da marca é oferecer pacote de preços fechados para os dez serviços realizados com mais freqüência, como a troca de pastilhas, que poderá ser paga em três parcelas de R$ 52. 

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - março de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Strada 13.017
Fiat Palio 12.872
Volkswagen Gol 12.545
Chevrolet Onix 12.244
Fiat Uno 10.275
Ford Fiesta 9.045
Hyundai HB20 8.312
Fiat Siena 7.716
Volkswagen Fox 6.264
10º Renault Sandero 6.006
Veja ranking completo

© Copyright 2000-2013, Internet Group - Portais: iG e iBest

Topo