Edição limitada marca a volta do scooter ao País. Modelos serão numerados de 0001 a 1000 e vendas nas lojas começam no próximo dia 22

A Série Histórica da Vespa brasileira começa a ser vendida nesta segunda-feira (10/10) pelo site da marca . Com edição limitada, o scooter exclusivo terá apenas mil unidades no País e estará disponível somente para os consumidores brasileiros. O modelo escolhido para receber a distinção foi a Primavera 150 cc, que chega pelo preço sugerido de R$ 27.930. 

A série limitada da Vespa terá plaqueta que conterá a numeração especial de “0001” a “1.000” e a imagem da bandeira nacional e poderá ser entregue na casa do cliente, que também terá direito a uma placa com seu nome, certificada pela Itália, que trará a mesma numeração impressa na moto. Além disso, a lateral do veículo contém as cores da bandeira da Itália junto com o logotipo Vespa.

LEIA MAIS: Piaggio anuncia volta do scooter Vespa ao Brasil

Primavera 125 cc

Piaggio Vespa
Divulgação
Piaggio Vespa

Também por meio do site, a Vespa Primavera 125 cc estará disponível para compra a partir de 11 de outubro. Com preço de R$ 22.890. assim como a Série Histórica poderá ser entregue em qualquer endereço do Brasil.

LEIA MAIS:  Scooter SH 300i é típico veículo urbano, Gabriel Marazzi avalia

Os custos da Primavera 150 , Sprint 150 , GTS 300 e 946 Empório Armani serão anunciados em 22 de outubro, quando começa sua comercialização nas boutiques dos shoppings JK Iguatemi na capital paulista, e no Iguatemi Campinas, no interior de São Paulo.

A história da Vespa no Brasil

A primeira vez que a Vespa foi montada no Brasil foi em 1958, quando os modelos  M3  e  M4  foram feitos pela empresa carioca Panauto, com motor dois tempos, de 150 cc de cilindrada. Depois, a partir de 1974, a scooter passou a ser montada na Zona Franca de Manaus (AM) a partir de 1974, nos modelos  Ciao 50 150 Super  durante 10 anos até que as marcas  Caloi  e  Piaggio  se uniram  para formar a  Motovespa .

LEIA MAIS:  BMW mostra scooter elétrica com 160 quilômetros de autonomia

Então apareceu o modelo  PX , com motor de 198 cc, equipado com ignição eletrônica que funcionava com câmbio de 4 marchas. Suas vendas foram crescendo no Brasil e atingiram o auge em 1986, quando a Vespa se tornou a segunda marca de scooters mais vendida no Brasil, atrás apenas da  Yamaha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.