Chinesa Geely anuncia operação no Brasil

Montadora planeja abrir 20 concessionárias até agosto, onde venderá o compacto LC e o sedã EC7; carros serão montados no Uruguai

Thiago Vinholes | 20/2/2013 10:30

Geely EC7 vai custar cerca de R$ 55 mil

Mais uma marca chinesa de automóveis recebeu o visto de entrada para atuar no Brasil. Vem aí a Geely International Corporation, que iniciará suas operações no mercado nacional a partir de agosto deste ano, quando espera inaugurar até 20 pontos de vendas inicialmente nas regiões Sul e Sudeste.

As atividades da montadora no País serão iniciadas com o sedã médio EC7 e mais adiante, em novembro, chega o compacto LC. Ambos serão montados em Montevidéu, no Uruguai, e assim não recolherão os 30 pontos extras de IPI – carros fabricados no Mercosul não têm tributação de importado.

“Os carros da Geely vindos diretamente da China estavam inviabilizados, sob o ponto de vista de preço final do consumidor, já que os modelos competem diretamente com outros importados e nacionais das mesmas categorias”, afirma Ivan Fonseca e Silva, presidente da Geely Motors do Brasil, em comunicado da marca.

Produtos

O primeiro carro da Geely no Brasil, o sedã EC7, será oferecido em versões com câmbio manual ou automático CVT com motor 1.8 a gasolina de 140 cv. Segundo a montadora, o modelo já vem equipado com ar condicionado, direção hidráulica, bancos revestidos em couro, além de freios ABS e airbags frontais. O preço definitivo ainda não foi definido, mas a empresa adianta que o valor deve começar em R$ 55 mil.

Já o segundo produto da marca, o compacto LC, vem com motor 1.0 a gasolina de 68 cv e na versão top de linha terá de série ar condicionado, direção elétrica, trio elétrico, airbags e ABS. Seu preço deve começar em torno de R$ 35 mil, de acordo com a Geely.

Segundo o presidente da marca no Brasil, o planejamento comercial prevê para este ano  vendas de 360 unidades/mês do sedã EC7 e 420 unidades/mês do hatch LC 1.0.

Quem é Geely?

A Geely International Corporation começou a fabricar automóveis em 1997 e recentemente ganhou fama internacional ao adquirir a Volvo Cars e a Manganese Brown, fabricante dos tradicionais táxis ingleses. Em 2012, a empresa divulga ter produzido mais de 491 mil carros, o que representou um aumento de 16% na comparação com o período anterior. Também no ano passado, a Geely foi a marca chinesa que mais exportou automóveis, com volume superior a 100 mil unidades.

No mercado brasileiro a marca chinesa será representada pelo Grupo Gandino, do executivo José Luis Gandini, que também representa a coreana Kia Motors no Brasil.

Leia tudo sobre: Geelymarca chinesaEC7LCGandinilançamentomercado