Conheça o Elantra, sedã da Hyundai que chega em setembro

Modelo de linhas sinuosas tem motor econômico e potente e custa a partir de R$ 68.700

Thiago Vinholes | 9/6/2011 18:22:00

Foto: divulgação Veja galeria em tamanho maior

Hyundai Elantra chega em setembro

Dominar um nicho de um grande mercado automobilístico como o do Brasil apenas com produtos importados é uma tarefa que envolve grandes esforços em todas as etapas de pré-vendas. A Hyundai, que traz todos os seus produtos de navio da distante Coreia do Sul, esmaga os concorrentes no ramo dos hatch médios com o i30, deixando para trás rivais de peso da indústria brasileira como o Astra, Golf, Bravo... Quer mais um exemplo?

A Kia Motors, outra coreana que também importa todos os seus carros, superrou o Civic entre os sedãs médios com o Cerato, mas ainda está distante do líder Toyota Corolla - a diferença está em 1.500 carros. Já modelo da Honda vive má fase. Sua produção foi e continua prejudicada pela falta de componentes importados do Japão, onde diversas instalações de fornecedores foram danificadas pelo terremoto ocorrido no país em 11 de março deste ano. Mas esse segmento ainda guarda uma surpresa.

O Grupo CAOA, representante da Hyundai no país, aponta seus navios repletos de Elantra para o ramo com um produto altamente competitivo. O novo sedã coreano – ele está na quarta geração – vai além do sóbrio Corolla e surpreende onde o destaque deveria ser o Civic. O sedã da Toyota é tradicional com visual marcante, mas é discreto e não faz questão de arrancar suspiros. O Civic tem uma cara mais esportiva e o motor é paramentado com sistema de comandos de válvulas e injeção que já não são mais novidade.

Hyundai Elantra
Divulgação

ousadia é a tônica no design da quarta geração do Elantra

Eis que a Hyundai fez um carro apenas a gasolina atingir as famosas 40 milhas por galão (consumo médio de 17 km/l), um número que virou dogma na indústria de carros nos Estados Unidos e que serve de referência para um bom consumo, mas para um carro híbrido com motorização gasolina/elétrico. Não é só isso, a montadora acertou bem no visual do novo Elantra, que é destacado por linhas arrojadas com vincos marcantes e volumes pronunciados. É bem diferente. O interior segue a mesma linha com o desenho ousado, justamente a nova identidade para os carros da marca sul-coreana.

O segredo para o baixo consumo, ao contrário do que se espera, não é nenhuma nova tecnologia. O bloco 1.8 da família NU tem um sistema de duplo comando de abertura de válvulas de admissão, que varia o ritmo de injeção de ar e combustível para poupar combustível. Até nenhuma novidade, falamos do chamado DOHC que aparece nos manuais. A diferença aparece na fase de escape de gases do motor, que também possui duplo comando, ou seja, é mais rápida e por consequência mais eficiente. A linha 2012 do Corolla nacional também já conta com esse recurso. O Civic não.

O bloco, que por sinal é construído em alumínio com todos os itens de injeção e escape, gera 148 cv a 6.500 rpm e 18 kgfm de toque a partir de 4.700 rpm. É um bom número, levando conta ainda o peso relativamente baixo do Elantra, que bate nos 1.207 kg na versão automática. Tais características renderam ao modelo da Hyundai uma série de prêmios e boas avaliações da imprensa especializada nos Estados Unidos, o que é bom sinal para um carro que chega para brigar em um segmento de consumidores bastante exigentes.

Hyundai Elantra
Divulgação

Motor 1.8 do Elantra é construído em alumínio e gera bons 148 cavalos de potência

Quatro versões

A previsão de estreia do Elantra era para junho e com preço mais em conta, mas as barreiras alfandegárias recém-instituídas pelo governo para carros importados acabaram por empurrar o lançamento do Elantra para setembro. No entanto, isso não impediu a Hyundai de definir os preços do modelo, que será oferecido em quatro versões – uma com câmbio manual de 5 marchas e mais três com transmissão automática de 6 velocidades e comando sequencial.

A primeira opção do Elantra é cotada em R$ 68.700 e traz de série airbag duplo frontal, freios ABS, volante multifuncional, retrovisor com câmera de ré, ar-condicionado digital, sensor de chuva, entre outros. Por R$ 73.100, o sedã nessa mesma configuração vem com câmbio automático. Em seguida, a terceira versão é tabelada em R$ 78.000 e, além do câmbio AT, também inclui na sua lista de itens bancos de couro, comando elétrico para os assentos dianteiros e bolsas infláveis laterais. Esses mesmos itens ainda podem ter a companhia do teto solar elétrico, disponível apenas no modelo top de linha, com preço sugerido em R$ 81.200.

Hyundai Elantra
Divulgação

Interior também possui elementos bastante arrojados

Se for adotada para o Elantra a mesma estratégia aplicada com o i30, a Hyundai tem tudo para despontar no alto do ranking dos sedãs médios, ameaçando o Corolla e atrapalhando de vez o Civic, cuja próxima geração, antes prevista para julho, acabou adiada para 2012.

Segmento cheio de novidades

A categoria dos sedãs médios foi dominada por muito tempo pelos japoneses Corolla e Civic, que se revezaram na ponta. Mas essa tranquilidade acabou em 2011. Vários modelos da concorrência já desembarcaram ou vão chegar ao país. O próximo na lista é o Chevrolet Cruze entre o final de agosto e começo de setembro. Depois do Elantra ainda teremos o chinês J5, da JAC, que promete preço baixo e pacote competitivo. Até agora, no entanto, apenas o novo Jetta, da Volkswagen, conseguiu se sobressair entre os estreantes. Conseguirá o novo sedã da Hyundai aparecer no topo da tabela? Deixe sua opinião em nossa página no Facebook.

PESQUISE CARROS

RANKING

Veículos mais vendidos - junho de 2014

Pos. Modelo Vendas
Fiat Palio 14.080
Volkswagen Gol 13.167
Chevrolet Onix 10.993
Ford Fiesta 10.701
Fiat Strada 10.561
Hyundai HB20 9.528
Fiat Siena 8.544
Fiat Uno 7.580
Chevrolet Prisma 7.219
10º Volkswagen Voyage 6.953
Veja ranking completo