Utilitário esportivo topo de linha tem chegada ao Brasil confirmada para o segundo semestre do ano que vem

Porsche Cayenne mostrado no estande da marca no Salão de Frankfurt, na Alemanha
Divulgação
Porsche Cayenne mostrado no estande da marca no Salão de Frankfurt, na Alemanha

Uma das principais novidades da Porsche no Salão de Frankfurt (Alemanha) é a nova geração do  Cayenne Turbo. Agora o SUV vem com motor V8, biturbo, de 550 cv, potência para acelerar de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e atingir 286 km/h, de acordo com números da fabricante. Além disso, entre outros recursos, o carro passa a ser equipado com eixo traseiro direcional e controle eletrônico de rolagem da carroceria entre os opcionais, o que ajuda a manter o desempenho parecido com o de um cupê bem mais leve e compacto, conforme a fabricante.

LEIA MAIS: Porsche 718 Boxster S é pura diversão. Confira detalhes das nossas impressões

Outra novidade do modelo da Porsche fica por conta dos faróis de LED e das inéditas rodas de aro 21. Há também duplas ponteiras de escapamento feitas especialmente para a versão Turbo, bem como detalhes exclusivos, como frisos da porta e defletor de ar traseiro pintados da cor da carroceria e interior completamente novo. Por dentro, um dos destaques é a tela de alta resolução e sensível ao toque que pode controlar diversas funções. Uma delas é o sistema de som de alta fidelidade, de 710 watts.

SUV com pegada de cupê

Nova geração do Porsche Cayenne Turbo recebeu mudanças na estrutura para ter desempenho próximo de um cupê
Divulgação
Nova geração do Porsche Cayenne Turbo recebeu mudanças na estrutura para ter desempenho próximo de um cupê

Para o Cayenne chegar a ter um desempenho parecido com o do 911 a Porsche adotou algumas novidades na parte estrutural do SUV. Uma delas é a suspensão de três câmaras com o sistema ativo de amortecedores controlados eletronicamente. Dessa forma, o chassi é capaz de empregar diferentes cargas de molas. Com seis níveis de altura selecionáveis, a altura livre do solo pode ser regulada manualmente para se adequar ao terreno fora de estrada.

LEIA MAIS:  Andamos na nova geração do Porsche 911. Saiba o que achamos do esportivo

Além disso, o novo conceito da utilização de pneus com tamanhos diferentes, com dimensões de série de 285/40 na frente e 315/35 na traseira, proporciona uma transmissão de força longitudinal e lateral melhor  que o da geração anterior do Cayenne.

Ponto interessante também é defletor de teto adaptativo como parte de sua aerodinâmica ativa. Dependendo da posição, ele otimiza a eficiência, aumenta a pressão aerodinâmica sobre o eixo traseiro e, na posição de freio aerodinâmico, encurta a distância de frenagem em alta velocidade. O resultado é que numa frenagem total a 250 km/h, o SUV consegue parar até dois metros antes. 

LEIA MAIS: Já aceleramos a nova geração do Porsche Panamera, que chega ao Brasil

O sistema aerodinâmico complementa assim o efeito dos novos freios Porsche Surface Coated Brake (PSCB - freios com superfície revestida) itens de série responsáveis peça desaceleração do Cayenne Turbo). A camada de carboneto de tungstênio aplicada aos discos de aço aumenta o desempenho na frenagem e a resistência ao desgaste, enquanto diminui ao mesmo tempo a quantidade de poeira, com menor acúmulo de sujeira nos aros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.