Volkswagen mostra Tiguan mais longo e com motor 2.0 para os EUA. Veja as primeiras informações e fotos do SUV, que chega ao Brasil em 2017

Volkswagen Tiguan Allspace
Volkswagen Tiguan Allspace
Volkswagen Tiguan Allspace

A principal atração da Volkswagen para o Salão de Detroit (EUA) é o novo Tiguan Allspace, configuração de sete lugares do utilitário esportivo que foi criada especialmente para os norte-americanos. Esta será a versão da segunda geração do SUV que chegará por aqui no segundo semestre deste ano, produzido no México e irá conviver com a versão atual – que ganhou motor 1.4 TSI recentemente.

LEIA MAIS: Vazam as primeiras fotos oficiais do novo Tiguan de sete lugares

Produzido com a mesma plataforma modular MQB que o Golf, a segunda geração do Tiguan tem 47 centímetros a mais do que a geração atual na versão Allspace. Só no entre-eixos do utilitário são 11 centímetros a mais. O porta-malas tem 750 litros de capacidade. 57% mais que o atual. A segunda fileira de bancos pode ser movida em até 17 centímetros, para aumentar o espaço de quem vai na última fila, e tem rebatimento tripartido. A terceira fileira pode ser guardada no chão do porta-malas.

Volkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan AllspaceVolkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan AllspaceVolkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan AllspaceVolkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan AllspaceVolkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan AllspaceVolkswagen Tiguan Allspace. Foto: Volkswagen Tiguan Allspace

Enquanto o Tiguan atual conta com o motor 1.4 turbo, de 150 cv e 25,5 kgfm de torque, o mesmo do Golf, a nova versão terá apenas o 2.0 sobrealimentado, de 184 cv e 30,5 kgfm de torque, com tração dianteira, oferecendo a tração integral 4Motion como opcional. Como comparação, o Tiguan 2.0 atual tem mais potência, com 200 cv, mas menos torque, gerando 28,5 kgfm. Sempre será combinado ao câmbio automático de oito marchas.

LEIA MAIS:  Volkswagen prepara novo SUV com a mesma base do  Gol 2018

Seu design segue a linha atual da Volkswagen, com a grade integrada aos faróis. As luzes são equipadas com lâmpadas de LED. Tem o mesmo estilo que o Atlas, modelo inédito da marca e que ocupará a posição de maior SUV do portfólio. Na traseira, temos faróis em um formato diferente, mais largos do que os usados no Golf. Por ser mais longo para ter a terceira fileira de bancos, tem um aspecto de Golf Variant elevado.

A cabine é bem familiar, com as mesmas linhas usadas em todos os carros da Volkswagen lançados desde o Golf. Até o volante é o mesmo. Destaque para o painel de instrumentos, formado por uma tela digital personalizável, adaptação da tecnologia que estreou no Audi TT e que, na Volkswagen, é usada apenas no Passat – infelizmente, é opcional.

LEIA MAIS: VW Tiguan hganha versão com motor 1.4 turbo, a partir de R$ 125.990

Vem equipado com uma série de equipamentos de segurança. Conta com aviso de colisão dianteira, sistema de frenagem autônoma com monitor de pedestres, controle de cruzeiro adaptativo (que até para nos semáforos), monitor de ponto cego com alerta de tráfego traseiro, assistente de permanência em faixa e sistema de frenagem automática pós-colisão.

2º semestre

No Brasil, teremos o novo Tiguan, em um primeiro momento, apenas na versão Allspace. Isso porque a produção do modelo atual irá continuar por mais um tempo, aproveitando a nova configuração com motor 1.4 TSI. Como virá também do México, contará com o motor 2.0. A estreia deve acontecer apenas no segundo semestre, pois está confirmado para o Salão de Buenos Aires (Argentina), em junho.