Tamanho do texto

Apesar de não parecer muito diferente do modelo atual, a linha 2019 terá mais personalidade, com novidades nos pequenos detalhes

Mini Cooper 2019: A evolução do carro agrada a quem procura por personalidade em quatro rodas
Divulgação
Mini Cooper 2019: A evolução do carro agrada a quem procura por personalidade em quatro rodas

A linha 2019 do Mini Cooper será divulgada no Salão de Detroit (EUA) com algumas mudanças sutis que virão para agradar os fãs do modelo. Serão novidade tanto para a versão “Cabriolet” quanto para a “Hard Top”:  faróis de LED com novos detalhes, desenho da bandeira britânica na lanterna traseira e três novas cores. Além disso, terá novo desenho do logotipo, que ganha forma mais simples e contará com a possibilidade de ser customizado de fábrica, bem como sensível reestilização das rodas de liga leve. Vale ressaltar que o hatch também terá um pequeno projetor de luz, responsável por emitir a imagem do logotipo da marca no chão, ao abrir a porta.

LEIA MAIS: Mini Cooper S Cabriolet:  diversão garantida

Já no interior do Mini Cooper , o volante multifuncional redesenhado também carregará o novo emblema da marca. Além disso, contará com carregador de celular sem fio e um sistema multimídia atualizado, agora montado ao centro e que inclui recursos de monitoramento do trânsito em tempo real (via 4G, através de um cartão SIM), bem como Apple Car Play e função de ligação de emergência. A montadora só revelará detalhes técnicos e preços durante o evento em Detroit, mas é certo que as atualizações estarão presentes nos Mini que virão para o Brasil.

LEIA MAIS: Que tal um Mini de estilo retrô, mas com detalhes modernos?

O grupo BMW, quem detém os direitos de desenvolver e produzir o Mini Cooper, segue embarcando tecnologia e personalidade ao hatch, mas não abre mão da tradição britânica que está enraizada em sua essência. A constante evolução do pequeno - que cada vez mais serve de referência dentro do universo automotivo - engrandece cada vez a sua imagem perante aos olhos de quem procura personalidade sobre quatro rodas. "Somente uma unidade, a cada aproximadamente duas milhões delas, sai de fábrica com todos os opcionais iguais a uma outra. Isso acontece porque até peças minuciosas, como por exemplo as tampas das válvulas dos pneus, contam com diversas opções durante sua montagem, na hora da compra", afirma Rafael Rezende, fã da marca, dono de um exemplar esportivo John Cooper Works 2004 e integrante do Mini Club Brasil.

LEIA MAIS: Mini Seven chega ao Brasil uma série de itens exclusivos. Saiba detalhes

O mais que virá de Detroit

Esboço revela como será o estilo da nova geração do VW Jetta que será uma das atrações do Salão de Detroit
Divulgação
Esboço revela como será o estilo da nova geração do VW Jetta que será uma das atrações do Salão de Detroit

Um dos carros que merecem destaque é o Volkswagen Jetta, que terá um câmbio automático de 8 marchas, entre-eixos maior, capô com vincos mais salientes e a tampa do porta-malas encurtada, o que dá um aspecto mais esportivo ao sedã, cuja produção no México vai começar em meados desse ano. Sua chegada ao Brasil deverá acontecer durante o segundo semestre, junto com outras novidades da fabricante, entre as quais o SUV derivado do Polo, depois do sedã compacto Virtus, cujo lançamento está confirmado para fevereiro.

BMW X2: novo modelo tem forte apelo esportivo e se aproxima mais de um hatch do que de um SUV tradicional
Divulgação
BMW X2: novo modelo tem forte apelo esportivo e se aproxima mais de um hatch do que de um SUV tradicional

Outro do grupo BMW, como o Mini Cooper, o BMW X2 surge para completar a lacuna entre o compacto X1 e o médio X3 e deve aparecer com o mesmo motor 2.0 turbo, de 192 cv do X1, com câmbio automático, de sete marchas e tração dianteira. De acordo com a marca, o X2 vai de 0 a 100 km/h em apenas 7,7 segundos. Com motor 2.0, turbodiesel, de 190 cv ou 231 cv, o câmbio automático é o de oito marchas, com tração integral xDrive.