Segunda geração do Audi Q5 deixa gasolina em segundo plano e aposta no diesel. Veja todas as novidades do novo Audi Q5 revelado em Paris

O novo Audi Q5 aposta em quatro opções de motorização diesel e apenas uma abastecida com gasolina, de 252 cv.
Divulgação/Audi
O novo Audi Q5 aposta em quatro opções de motorização diesel e apenas uma abastecida com gasolina, de 252 cv.

Atualmente posicionado como o SUV intermediário da marca, o Audi Q5 teve sua segundo geração apresentada no Salão de Paris (França), com o início das vendas na Europa marcado para o começo de 2017. Ainda sem data para chegar ao Brasil, o utilitário deixa clara sua preferência pelo mercado europeu, apostando em quatro motores diesel e apenas uma opção abastecida com gasolina.

Construído sobre a plataforma modular MLB, a mesma do A4 , o novo Audi Q5 ficou até 90 kg mais leve, com o uso de aços de alta resistência combinados com alumínio. Ficou maior, alcançando os 4,66 metros de comprimento (4 cm mais longo) e 2,82 m de entre-eixos (2cm maior). Melhoraram a aerodinâmica com o novo formato do teto, alcançando um índice de arrasto de 0,30 Cd.

LEIA MAIS: Audi Q3 1.4 TFSI, agora nacional, tem o básico do luxo

O Q5 segue a mesma linha de design dos modelos atuais da Audi. Os faróis mais finos usam lâmpadas de LED nos modelos mais baratos e a tecnologia Matrix LED nas configurações mais caras. Tanto os faróis quanto as lanternas podem ser equipadas com o sistema de luz de seta dinâmico, que vai preenchendo conforme o veículo vai virando na curva. O para-choque traseiro tem um difusor integrado às saídas de escapamento.

Mais eficiência

Construído com aço de alta resistência e alumínio, o Audi Q5 ficou mais econômico. Com o motor 2.0 TFSI a gasolina, faz 14,7 km/l em ciclo combinado.
Divulgação/Audi
Construído com aço de alta resistência e alumínio, o Audi Q5 ficou mais econômico. Com o motor 2.0 TFSI a gasolina, faz 14,7 km/l em ciclo combinado.

O crossover terá cinco opções de motorização: Quatro a diesel e uma a gasolina. Os motores diesel vão do 2.0 TDI de 150 cv ao 3.0 V6 de 286 cv . O modelo que nos interessa é o 2.0 TFSI a gasolina, de 252 cv, que trabalha com a transmissão automática S tronic de sete marchas. A marca diz que ficou muito mais econômico, com um rendimento combinado de 14,7 km/l. Nessa configuração, vem de série com o sistema de tração integral quatro.

LEIA MAIS: Audi Q2 começa a ser produzido na Alemanha

Para se diferenciar dos rivais, aposta em equipamentos exclusivos. Para começar, temos a tela TFT de 12,3 polegadas que substitui o painel de instrumentos, mesma tecnologia usada no Audi TT e A4 . Assim como o Q7 , conta com uma função de aprendizado do GPS, que decora seus hábitos de viagem para sugerir rotas para os mesmos pontos, eliminando a necessidade de inserir endereços no sistema.

Vem com diversos itens de segurança. São sete airbags, controle de tração e estabilidade, assistente de cruzamento (que monitora pontos cegos quando saímos de ré de uma vaga), aviso de saída de faixa, assistente de prevenção de colisões e muito mais. Outros itens mais comuns, como assistente de rampas, controle de cruzeiro adaptativo e assistente de estacionamento também estão no Audi Q5.

LEIA MAIS: Audi terá SUV com ares de cupê em 2018. Saiba mais detalhes

O Audi Q5 será produzido na nova fábrica no México e está previsto para chegar às lojas na Europa no início de 2017. No Brasil, a expectativa é que seja lançado apenas no segundo semestre do ano que vem, para dar tempo ao processo de homologação do carro e esperar o mercado automotivo melhorar.